Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

Música Portuguesa em Destaque na BBC Global Beats

bbc.jpg

 A BBC esteve em Lisboa a preparar um programa sobre a nova música portuguesa. Destacando a influência das sonoridades das antigas colónias portuguesas na música contemporânea feita em Portugal, a equipa da BBC entrevistou artistas como António Zambujo, Carminho, Sara Tavares, Buraka Som Sistema, Real Combo Lisbonense, Bruno Pernadas e Lula Pena.

Podem ouvir tudo clicando na foto do post. Um belo pedaço de rádio.

Real Combo Lisbonense no Ferroviário - Bailarico Sofisticado

Uma banda à antiga a tocar clássicos latinos de outras épocas, uma sala em Santa Apolónia revestida de salão de baile onde convivem em harmonia casais veteranos com pinta de Alunos de Apolo com raparigas mais ao estilo Chapitô entre muitos curiosos mais atentos aos novos espaços lisboetas de algodão doce na mão numa noite amena de Novembro em véspera de dia de trabalho. Parece estranho? São as noites místicas da Real Combo Lisbonense.

 

O desafio a Real Combo Lisbonense está lançado há uns meses com um disco nas lojas, que também pode ser conseguido na internet na página do projecto Optimusdiscos.com, e viveu dias de glória com vários concertos em Lisboa durante o verão angariando muitos amigos que foram passando a palavra tendo direito até a rodar na rádio.

 

O conceito é simples, um grupo de bons músicos juntam-se e recriam clássicos dos tempos dos nossos avós com uma estética condizente atraindo miúdos e graúdos com gosto por um pezinho de dança. Como se viu esta noite no Clube Ferroviário a ideia funciona muito bem e está para durar.

O casamento entre o conceito da Real Combo Lisbonense e o espaço singelo do Clube Ferroviário resulta na perfeição e tem tudo para ser um sucesso todas as primeiras 5ªs feiras dos próximos meses.

Nesta primeira noite o público compareceu em bom número e a habitual timidez inicial dos convivas foi desaparecendo com o espaço a ser bem aproveitado por casais em boa forma dançante. Tanto vimos casais veteranos trajados a rigor como jovens desinibidas de ganga e ténis. Diga-se que o público era maioritariamente feminino dividido na indumentária que tanto podia assentar em elegantes saltos altos como em visual mais desportivo.

 

A música soava sempre familiar aos nossos ouvidos repescada a clássicos nacionais ou traduzida do universo lusófono e latino. O instrumental imortalizado pelas vozes femininas com a palavra Laranjina, uma versão para «Tintarella di luna» que a italiana Mina celebrizou em 1960 ou mesmo composições originais a cargo do vocalista dos Azeitonas, um dos convidados da noite, podem dar uma pequena ideia do baile que se montou no Ferroviário.

 

Com um clássico intervalo a meio da actuação a banda voltou ainda com mais energia na segunda parte onde as duas vocalistas contagiaram de vez a sala com a suas coreografias retro e palminhas a marcar o ritmo fazendo mexer toda a plateia que atingiu o ponto alto ao formar espontaneamente um animado e dançante comboio humano ou não estivéssemos nós em Santa Apolónia.

 

Para o fim ficou uma surpreendente e inesperada aparição de Lenita Gentil muito bem recebida por todos reforçando as nossas memórias de tempos passados em que a música ligeira reinava na televisão pública que também perpetuou a canção «O Vento Mudou» em 1967 no Festival da Canção e que nos ficou no ouvido após a interpretação da Real Combo Lisbonense.

Para repetir nas primeiras 5ºs feiras dos próximos meses.

 

in Disco Digital

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D