Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

A Minha Hora do Bolo Na Radar

http://www.mediafire.com/view/4qm746mcqcqvuly/Hora%20do%20Bolo.mp3

bolo-bolacha-chocolate-rj.jpg

Rae Morris - Under The Shadows

All We Are - Stone

Best Coast - California Nights

Crushed Beaks - Overgrown

Dutch Uncles - Decided Knowledge

Hanni El Khatib - Two Brothers

Ibeyi - Ghosts

Matthew E. White - Rock N'Roll Is Cold

Natalie Prass - Why Don't You Believe In Me

Peace - I'm a Girl

Pond - Elvis Flaming Star

Purity Ring - Begin Again

Screaming Females - Criminal Image

Songhoy Blues - Irganda

Viet Cong - Continental Shelf

Grammy de Carlos do Carmo Celebrado Com Versão Especial de Lisboa menina e Moça

 

Excelente iniciativa da Rádio Comercial.

No dia em que recebe o Grammy "Lifetime Achievement Award", Carlos do Carmo recebe a homenagem da Rádio Comercial 35 artistas cantam "Lisboa Menina e Moça", um poema de José Carlos Ary dos Santos, Joaquim Pessoa e Fernando Tordo com música de Paulo de Carvalho, que se tornou um tema emblemático de Lisboa, do Fado e da carreira de Carlos do Carmo.

Quem canta o quê, nesta nova versão de Lisboa menina e Moça:

No castelo, ponho um cotovelo - Cuca Roseta
Em Alfama, descanso o olhar - João Pedro Pais
E assim desfaz-se o novelo/De azul e mar - Miguel Ângelo
À ribeira encosto a cabeça - Marco Rodrigues
A almofada, na cama do Tejo - Héber Marques(HMB)
Com lençóis bordados à pressa - Luisa Sobral
Na cambraia de um beijo - Olavo Bilac
Lisboa menina e moça, menina - Boss AC
Da luz que meus olhos vêem tão pura - Mafalda Veiga
Teus seios são as colinas, varina - João Só
Pregão que me traz à porta, ternura - Rita Guerra
Cidade a ponto luz bordada - Paulo de Carvalho
Toalha à beira mar estendida - Rita RedShoes
Lisboa menina e moça, amada - Miguel Araújo
Cidade mulher da minha vida - Mikkel Solnado
No terreiro eu passo por ti - Carlão
Mas da graça eu vejo-te nua - Tiago Bettencourt
Quando um pombo te olha, sorri - David Fonseca
És mulher da rua - Pedro Tatanka (Black Mamba)
E no bairro mais alto do sonho - Ana Bacalhau
Ponho o fado que soube inventar - Marisa Liz
Aguardente de vida e medronho - Alexandra Valentim (Tambor)
Que me faz cantar - Nuno Guerreiro (Ala dos Namorados)
Lisboa menina e moça, menina - Camané
Da luz que meus olhos vêem tão pura - Carminho
Teus seios são as colinas, varina - Rui Reininho
Pregão que me traz à porta, ternura - Jorge Palma
Cidade a ponto luz bordada - Mafalda Arnauth
Toalha à beira mar estendida - Aurea
Lisboa menina e moça, amada - Paulo Gonzo
Cidade mulher da minha vida - Luís Represas
Lisboa no meu amor, deitada - Raquel Tavares
Cidade por minhas mãos despida - Miguel Gameiro
Lisboa Menina e Moça Amada- Mariza
Cidade mulher da nossa vida - Gil do Carmo

Instrumental por:

Marco Rodrigues, Frederico Gato e Pedro Viana

Primavera, A Rádio Sai da Concha

Actualmente a rádio pública mais jovem passa despercebida nos gráficos das audiências e parece não ter um público alvo bem definido. Não é novidade para ninguém que a Antena 3 há anos que não mostra resultados finais ao nível da equipa de profissionais de excelência que a compõe. Estão naquela casa vários animadores, locutores, produtores do melhor que há por cá mas o rumo seguido é algo confuso. A playlist segue tendências de outras rádios que lutam pelo top de audiências em vez de procurar a sua identidade própria e o estilo acaba por não se perceber se é para uma audiência sub-20 ou sub-40 ou outra qualquer.

 

É nesta altura do ano que vemos a rádio de serviço público a dar tudo pelos seus ouvintes e a reencontrar quem realmente gosta de música e quer estar a par do que se passa num importante festival como é o caso do Primavera Sound no Porto. Por estes dias a Antena 3 sai da sua concha fechada para mostrar todo o esplendor e potencial que tem ao fazer chegar até nós o que interessa num evento desta natureza.

Em contraste com o festival que aconteceu na semana passada na Bela Vista que é bem mediatizado pela televisão, não beliscando sequer o grande trabalho e profissionalismo que a RFM, rádio oficial do RiR, coloca no terreno. A verdade é que o Rock in Rio entra pela sala dentro para ser acompanhado confortavelmente no sofá. O Primavera pode ser seguido através do site da Antena 3. É diferente.

É aqui que a rádio mostra tudo o que vale com comentários certeiros, previsões e rescaldos dos vários concertos em vários palcos feitos por quem conhece muito bem o conteúdo. Há entrevistas, há contextualização dos grupos mais conhecidos aos menos divulgados, o que torna uma experiência enriquecedora para quem se interessa e acompanha à distância, certamente com algum desgosto por não poder estar presente, o que se vai passando no Parque da Cidade do Porto.

A Antena3 sobressai no Primavera assim como voltará a estar em destaque no Meco ou em Sines, por exemplo, sempre com emissões de grande qualidade que resultam de muitos anos de experiência no terreno. É de aproveitar antes que volte para a sua conchinha sabe-se lá por quanto tempo.

 

Acompanhem a emissão da Antena 3 no Nos Primavera Sound aqui

 

15 Anos de Indiegente ( Nuno Calado - Antena 3 ) Celebrados em Disco Apresentado Hoje no Ritz Club


Na noite de 7 de Novembro às 22 h juntemo-nos a Nuno Calado para uma festa que vai ter concertos dos Phantom Vision e Corsage, além de música escolhida pelo autor a que se junta o seu companheiro da Antena 3 Luís Oliveira para uma sessão de DJ.

 

Para comemorar os quinze anos de Indiegente a renovada e elegante sala lisboeta Ritz recebe a festa de lançamento de uma compilação em formato duplo vinil azulado . São ao todo vinte e cinco bandas que compõem esta edição limitada, desde as bandas mais conhecidas como os Mão Morta ou os X-Wife aos projectos recém chegados, como é o caso dos Asimov ou Pe7er Panic. 24 temas alguns exclusivos e inéditos para assinalar 15 anos de um programa de rádio que tem espalhado muito do melhor que se faz em música alternativa. Por nós, por eles e, sobretudo, pelo Nuno Calado que há quinze anos que nos mostra a linha Indiegente a seguir, dia 7 de Novembro a partir das 22h celebremos no Ritz Club.

 

Todos aqueles que escolheram viver atentos à chamada cultura alternativa sabem que têm na Antena 3 um porto de abrigo seguro todas as noites da semana.

Aquele indicativo instrumental pontuado por violinos ( ainda hoje há quem não saiba quem são os autores da canção, como o autor do programa gosta de partilhar ) seguido de uma voz familiar que nos recebe sempre desta forma: «Boa noite! Bem-vindos para mais uma sessão de Indiegente, de 2.ª a 6.ª feira, na Antena 3, com Nuno Calado [introdução a convidados e/ou música]. Boa noite! Bem-vindos!» são a imagem de marca inconfundível  de Nuno Calado.

Noite após noite o Indiegente abriga nomes consagrados ao lado de bandas novas por conhecer, músicas esperadas seguidas de outras desconhecidas, sempre dentro de um critério claro cujo contexto é decidido por um comunicador de eleição que tem nesta cultura independente a sua forma de vida.

Falamos de quinze anos de emissões regulares difundidas para todo o país, caso único no panorama radiofónico, que merecem uma celebração à altura.

Alinhamento compilação Indiegente 15 anos:



 

Mão Morta

Um dos pilares da cultura alternativa nacional os Mão Morta iniciam com “Irmão da Solidão” uma nova fase da sua carreira. A letra já tem muitos anos e finalmente ganhou uma base musical.



 

X-Wife

“I Get Along” é uma canção que até agora tinha ficado guardada e tem em si todas as características do ADN dos X-Wife onde o rock e a electrónica se fundem.

 

Anarchicks

Passaram pela primeira vez na rádio no Indiegente. “Forever” foi gravada nas mesmas sessões do primeiro álbum das Anarchicks que sairá no inicio de 2013.

 

Uni_form

É muitas vezes nas alturas mais difíceis que a inspiração surge como foi o caso de “Stealer”, tema escrito já depois da edição do álbum 1984.

 

Norton

Os Norton uma banda pop alternativa por excelência com uma capacidade de escrever canções que ficam no ouvido. “Into The Lights” é um dos

bons momentos de "Layers of Love United”

 

Crisis

Os Crisis são uma das novas bandas nacionais que mais gostei nos últimos anos. Quando por algum tempo suspenderam a actividade tive muita pena que o projecto estivesse em risco. Felizmente voltaram a actividade.

 

Asimov

Os Asimov editaram no final de 2011 um duplo álbum em vinil, uma viagem aos anos 70. “You Disappoited Me” foi gravado para esta celebração do Indiegente.

 

Dr. Frankenstein

A base deste tema tinha sido gravada para o 3 pistas do Henrique Amaro. Quando desafiei o André Joaquim a dar um tema para este disco

ele já tinha a ideia de acrescentar instrumentos e pistas aos que estava na base.

 

The Electric Mess

Os Electric Mess são de New York e a primeira vez que os ouvi foi exactamente com “He Looks Like A Psycho” do espaço da Groovie Records no Indiegente. Foi amor à primeira vista.

 

Thee Eviltones

São uma banda de Garage rock pós moderna sediada em Nottingham e liderada por um português. “Murder In The Dark” foi gravado a pensar neste disco.

 

Tiguana Bibles

Criados no eixo Londres/Coimbra, os Tiguana Bibles tiveram uma vida curta mas com muita histórias para contar. Esta versão de “Doente Meu Amor” é a original que foi recuperada do computador do falecido Paul Hofner

 

Sean Riley & The Slowriders

Fiz o convite para esta participação aos  Sean Riley & The Slowriders numa conversa no átrio do cinema São Jorge. O Afonso perguntou-me “pode ser uma versão?” e a resposta foi imediata “Claro!”

 

Noiserv

“Attenagro” um dos temas de Noiserv que o musico sentia injustiçado por nunca ter tido a atenção merecida. por isso decidimos insistir nele.

 

The Ones

“Old Song” é mesmo uma velha canção já de 1984, embora só tenha sido masterizada em 2012. The Ones era um projecto que juntava Terry Lee Hale e Jack Endino em Seattle anos antes do Grunge tomar a cidade de assalto.

 

Pe7er Panic and the Freakouts

Tem sido uma das teimosias saudáveis do Indiegente. Conheci o projecto no Rock Nordeste em Vila Real e mantivemos sempre o contacto. Este tema já é posterior ao álbum Don’t Panic. “Something To Say” é a primeira vez que uma letra de Pe7er Panic em que o sexo é trocado pela religião.

 

Nicotine's Orchestra

Nick Nicotine é um dos músicos do Barreiro mais activo e com mais projectos. Esta orquestra em formato reduzido é um dos mais prolíferos.  “OOYEWCTSMF” foi escrito a pensar no Indiegente e gravado à antiga como Nick completamente sozinho em estúdio a tocar todos os instrumentos.

 

Miss Lava

Os Miss Lava desde cedo que se tornaram numa das bandas de rock mais poderosas em palco. “Fell My Grace” é o segundo single a sair do álbum “Red Supergiant”. Dizem as boas línguas que a escolha deste tema foi difícil.

 

La Chanson Noire

Como se pode ver pelo nome da canção é mais um tema feito com o coração de um artista que faz canções da mesma forma que cozinha, com paixão. Este tema faz a ponte entre “Cabaret Portugal” e o seu 3º disco que começará a ser gravado em breve.

 

Raindogs

Os Raindogs estão ligados ao Indiegente desde o dia 1 já que o indicativo do programa ao longo destes 15 anos é da sua autoria. Foi com uma enorme felicidade que este triângulo entre Berlim, Shefield e Portugal voltou a dar frutos alguns anos depois de terem encerrado actividade. Espero que este tenha sido apenas o primeiro passo de algo maior.

 

The Point

Este é um projecto de colaboração entre Neil Leyton e Nick Andersson (A.K.A. Nick Royale) que passou pelos Entombed, Hellacopters e actualmente nos Imperial State Electric. “Give It A Try” é uma das boas canções desta dupla e existe em formato single.

 

Fart Simpson Band

Quando cheguei a estúdio para masterizar o disco descobri que ainda havia tempo para mais uma canção. O Fernando Matias disse-me que tinha gravado uma banda incrível e mostrou-me. Adorei! Contactei o João Correia também conhecido por ser a voz dos Julie and The Carjackers. O resto é história...

 

Fast Eddie Nelson

Mais um representante do Barreiro com um som incrível e mais uma vez apenas 2 músicos para uma grande canção. Fast Eddie Nelson além de excelente musico é igualmente dono de um grande sentido de humor. “Dancin' In The River” deixa ficar uma pergunta no ar: existe algo na água do Barreiro?

 

Phantom Vision

A banda liderada por Pedro Morcego que participou durante uns 2 ou 3 anos semanalmente no Indiegente. Sabendo eu da capacidade de escrita que este Morcego tem não o poderia deixar dormir de noite. O tema marca igualmente o regresso do André Joaquim á banda.

 

Ninja Kore

São de Sesimbra e vivem num universo entre o drum and bass e o dubsptep. Vi-os pela primeira vez ao vivo numa eliminatória do Termómetro. Sempre gostei da musica e da atitude.

 

Noidz

São provavelmente uma banda de amores e ódios, gosto disso! Uma banda que mistura algo que normalmente não se mistura metal, industrial,trance, drum and bass, tradicional e ficção cientifica. “Face Yourself” é uma viagem. Foi gravado nas mesmas sessões dos temas que estarão no segundo álbum da banda a editar em 2013

Media Capital recupera espírito da Nostalgia com nascimento da Star FM

Chama-se Star FM é a mais recente estrela do firmamento de rádios da Media Capital rádios. Com a frequência de emissor local (região de Lisboa) ultimamente ocupada pelo Rádio Clube Português mas que também já foi da M80, a Star FM recupera o espírito da desaparecida Rádio Nostalgia, com música dos anos 50, 60, 70, desaparecida em 2003, precisamente para dar lugar ao RCP.

Com direcção de Miguel Cruz, que acumula o cargo com a direcção da M80, a estação, que iniciou a emissão hoje, conta também, segundo comunicado do grupo, com informação hora a hora, investindo em rubricas de informação útlil como trãnsito e meteorologia.

A estação que surge em substituição do projecto RCP, cujo projecto de rádio generalista com ênfase na informação foi interrompido em Julho, nasce sem que se perceba qual o legado em termos de público, uma vez que nos últimos dois trimestres as audiências da Marktest não incluíam o RCP.

O público tentou apurar, perante a Marktest e perante a Media Capital, aquando da publicação das últimas audiências, referentes ao terceiro trimestre do ano, saídas em Novembro, qual o lugar da estação entre as rádios do grupo, uma vez que, memso com um projecto diferente, continuava a emitir. Mas obteve a informação de que os resultados não foram recolhidos porque o projecto acabou.

A última informação recolhida sobre a estação referente ao primeiro trimestre de 2010 (quando ainda ocupava a frequência regional sul agora ocupada pela M80), dava uma audiência de 0,7 por cento ao Rádio Clube.

A Star FM estará disponível em Lisboa (96.6 FM), Santarém (97.7 FM), Porto (105.8 FM), Manteigas (104.4 FM) e Sabugal (96.8 FM)

 

in Público

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D