Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

Paredes de Coura. Dia 2: Todos diferentes, todos iguais


Por: Cátia La-Sallete


Numa noite onde foram muitas as bandas a pisar os dois palcos do festival, só uma banda conseguiu mover a enchente: Pulp.

Paredes de Coura pode gabar-se de ter das audiências mais diversificadas de todos os festivais em território nacional. Ao contrário de outros, por exemplo lá para os lados do Alentejo, onde a faixa etária é quase exclusivamente sub-20, aqui temos os filhos, os pais e até os avós. Talvez por isso, seja o único festival onde bandas como as que vimos hoje têm lugar.

A maior novidade deste ano serão os dois palcos a funcionar em simultâneo. Poderia ter corrido mal, mas tendo em conta a enchente de ambos, só pode ter sido uma aposta ganha. A banda escolhida para dar as boas-vindas ao segundo dia do festival foram os portugueses Murdering Trippling blues, mas a essa hora muitos festivaleiros ainda se encontravam a banhos no Taboão, aproveitando os últimos raios de sol; o mesmo que levou a que o primeiro concerto no palco Ritek , com os Crystal Stilts, também não estivesse propriamente cheio.

Mas com o tardar da hora a situação começou a mudar, e mais sorte tiveram os Here We Go Magic no palco secundário e o musico dominicano Twin Shadow, que foi o primeiro a conseguir fazer o público entoar a alto e bom som o seu «Castles in the Snow» no palco principal.

Mas a primeira actuação a concentrar o maior número de assistentes foi o das Warpaint, que apesar de terem bons instrumentais, com tudo pensado quase ao pormenor, o mesmo não se poderá dizer das vozes, que tanto a solo como em coro deixam muito a desejar.

Com Esben & The Witch no palco 2, e Blonde Redhead no palco principal, poderia pensar-se que a noite era das mulheres, mais eis que chega Jarvis Cocker.

Os Pulp voltaram, e ainda bem que o fizeram.

Se muitas bandas têm problemas de falta de comunicação, os Pulp sofrem de excesso. Ainda o concerto não tinha começado e já havia mensagens a passar nos ecrãs com questões como «Are you ready?». Foi um bom teaser, mas demasiado longo. Durante todo o concerto o carismático Jarvis Cocker falou entre cada canção com a audiência, tentou traduzir os títulos para a nossa língua e quando tentou um «querem dançar?», tirou o seu casaco e em pose disco lançou um dos seus maiores sucessos, «Disco 2000». O público explodiu de alegria.

Mais do que um músico, vocalista e entertainer, Jarvis Cocker pode ser considerado um bailarino; afinal ninguém ficou indiferente ao seu balanço, desajeitado, de cintura.

No final do concerto por pouco não agradeceu, um a um, a todos os que estavam no recinto, mas fê-lo pelo menos à primeira e resistente fila, terminando o concerto com todo o anfiteatro a cantar a uma só voz «Common People». Depois de Pulp já nada importava e foram muito poucos os que permaneceram no recinto para assistir ao after hours dos Delorean e de Riva Star.

Catiasallete@gmail.com

Festival Paredes de Coura: Última Noite

O Minho continua belo como sempre. Os rojões, e o vinho verde, em Ponte de Lima estavam de tal maneira apetitosos que não consegui chegar ao recinto a tempo de ver as Electrelane. Paciência, a gastronomia regional tem muita força.
Mas de estômago bem aconchegado vi um excelente concerto dos Sonic Youth que não se inibiram de ir ao fundo do baú buscar aqueles temas que nos recordam a adolescência, e fecharam a edição 2007 do Paredes de Coura em grande estilo.
Edição que fica marcada por um cartaz fraquinho e isso acabou por se reflectir na menos numerosa assistência de que me lembro de ver no anfiteatro verdejante desde que visito o Festival que já leva 15 anos de vida. Eu tenho ido a Paredes de Coura desde a edição de 1999 quando os Mr. Bungle deram aquele concerto maravilhoso!
Antes dos Sonic Youth as Cansei de Ser Sexy também arrancaram um bom concerto. Vinho do Porto, e vinho verde, foram elogiados pela vocalista. Esta gente aprende depressa o que é bom!
As outras duas bandas é que foram aborrecidas. A malta do assobio é grande candidata a ficar na história com aquele musiquinha e pouco mais, e os outros ... Maus demais.
A organização não adiantou números oficiais, mas o facto de anunciarem que a próxima edição vai decorrer num fim de semana deixa adivinhar que nem o numeroso contingente espanhol disfarçou a pouca afluência. Também é melhor pensarem num cartaz mais forte, ao nível do que aconteceu ontem nas duas últimas actuações da noite.
Mas vir ao Minho é sempre um prazer, e um ritual obrigatório nem que seja uma vez por ano sob pretexto de um Festival.

A Caminho de Paredes de Coura

Está decidido. Vou mesmo fazer-me à estrada para estar na última noite do Festival Paredes de Coura. Depois de duas noites a acompanhar os concertos pela SIC Radical, e Antena 3, não resisto a mais uma viagem por uns concertos. Quero ver ao vivo a banda que assina um dos melhores discos de 2007, as Electrelane, e quero rever essa instituição do rock chamada Sonic Youth.
Além de rever os bons amigos do norte, e do irresistível apelo gastronómico. O jantar em Ponte de Lima com um verde fresquinho e os rojões, ou o bacalhau, é obrigatório nem que seja uma vez por ano, e sob o pretexto de um Festival.
Sendo assim vou completar o giro por todos os festivais mais importantes do verão. Paredes de Coura aí vou eu.

Festival Paredes de Coura: Horários Dia 4

Palco Ruby (16h00)
16h00 - 17h00 Fanfarra Recreativa e Improvisada Colher de Sopa

Palco Ibero Sounds (17h00)
17h30 - 18h00 Born A Lion
16h30 - 17h00 The Right Ons

Palco Heineken (18h00)
00h45 Sonic Youth
23h00 - 00h25 Cansei de Ser Sexy
21h20 - 22h20 Peter, Bjorn & John
20h10 - 21h00 The Sunshine Underground
19h00 - 19h50 Electrelane
18h00 - 18h45 Linda Martini

Palco After Hours (02h00)
03h15 - 05h30 Boys Noize
02h00 - 03h00 U-Clic

Festival Paredes de Coura: Horários dia 3

Palco Ruby (16h00)
16h00 - 17h00 Paulo Barros 4tet

Palco Ibero Sounds (17h00)
17h20 - 18h00 Mundo Cão
16h30 - 17h00 6 PM

Palco Heineken (18h00)
00h45 Dinosaur Jr.
23h00 - 00h25 New York Dolls
21h20 - 22h20 Mão Morta
20h10 - 21h00 Architecture In Helsinki
19h00 - 19h50 Gogol Bordello
18h00 - 18h45 Spoon

Palco After Hours (02h00)
03h15 - 05h30 DJ Jean Nipon (DJ Ai)
02h00 - 03h00 Foreign Islands

Destaque para o regresso dos Gogol Bordello poucas semanas após o monumental concerto do Castelo de Sines: concerto de Sines

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D