Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

Os Blues dos Nobody's Bizness a Partir de Hoje no Casino de Lisboa. Entrada Livre

Os Nobody's Bizness apelam aos amigos da capital: "vamos levar o nosso burrinho em versão trio até ao Arena Lounge do Casino de Lisboa em 5 concertos. O primeiro é já hoje e o último é dia 8 de Dezembro. Sempre a partir das 22h mas no domingo é em horário familiar, a partir das 18h.

Venham desejar-nos Boas Festas e, para quem anda ainda a pensar no que oferecer neste Natal, levem um "Donkey" para casa. Garantimos música e beijos agradecidos! "

A entrada é livre, não há desculpas para não ir ouvir os blues dos Nobody's Bizness.

 

NOBODY’S BIZNESS Hoje no Maxime



Existe uma tendência generalizada para se pensar que os grupos de blues tocam sempre a mesma música – tum tum-tum tum-tum tum-tum... – cantando frases repetidas por entre solos mais ou menos virtuosos de guitarra eléctrica, harmónica ou piano. Tendência errada...

Com os NOBODY’S BIZNESS, a cena é diferente! «Branco mais branco, não há!», dizia a publicidade. Mudando a frase para «Azul mais azul, não há» e temos um bom slogan para os Bizness, que trazem ao Maxime os melhores blues que ouvimos nos últimos tempos. A noite de 10 de Dezembro no MAXIME vai ser a mais azul do ano. Mais azul, não há!

Herdeiros do blues rural, cru e acústico, estes militantes azulados oriundos do coração do Bairro Alto (o French Quarter de Lisboa) evoluiram recriando o som de heróis como Ida Cox, Tampa Red ou J.J. Cale, mas é dos temas que eles próprios escrevem que sai o melhor sumo da laranja azul, madura e pronta para a melhor colheita. Podem espreitar o myspace e provar um pouco deste néctar, mas para sentir o verdadeiro poder desta vitamina celeste, o melhor é rumar no dia 10 de Dezembro ao Maxime e beber directamente do jarro!

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D