Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

Rhye no Lux

rhy.jpg

Rhye acaba de anunciar um concerto surpresa já na próxima quarta-feira, dia 24 de junho, no LUX Frágil. A banda, composta pelo produtor dinamarquês Robin Hannibal e pelo produtor e vocalista canadiano Mike Milosh, vai aproveitar o facto de estar em digressão pela Europa para passar por Lisboa com um concerto único na sala mais intimista da capital.

Entrada * 20,00 Euros

Sharon Van Etten no Lux: Super Tramp

foto de Patrícia Rosa


por: João Gonçalves - Disco Digital


Um dos melhores discos que 2012 chama-se «Tramp» e é assinado por Sharon Van Etten. No Lux vimos que há muita boa gente em Lisboa que pensa da mesma forma e quis ver como é que Sharon defendia as suas canções em palco. A experiência foi óptima!

 

A canção «Serpents» é daquelas que entra nas nossas vidas sem pedir licença. Mas sabemos que vem para ficar e graças a ela vamos atrás da história de quem a criou para descobrir o que mais há para ouvir. Assim se chega facilmente a «Tramp», bonito disco deste ano assinado por Sharon Van Etten. (Os mais atentos já a vinham acompanhando desde 2009, altura em que editou «Because I Was in Love», e assistiram à entrada de Sharon no círculo de amigos dos The National, por exemplo).

 

Reza a lenda que foi a canção "«Love More», do segundo disco «Epic» de 2010, que chamou a atenção ilustres nomes como Bon Iver, Zach Condon (Beirut) ou Aaron Dessner (The National ) que se aproximaram de Sharon ajudando-a a editar novamente este ano.

 

Na plateia do Lux, o currículo de Van Etten era bem conhecido e arriscamos dizer que a maior parte daquele público também costuma marcar presença nos concertos dos National. Está bom de ver que a cantora se sentiu em casa e partiu para uma actuação tão convicente quanto simpática. A capa, os vídeos, a sonoridade das canções que descobrimos em «Tramp» deixavam adivinhar uma figura mais cinzenta, um ambiente mais escuro, algo mais discreto. Mas a realidade é que Sharon se revela amistosaa, bem disposta e que do alto dos seus 31 anos está feliz por actuar num local em que nunca tinha estado e sentir que tem ali fãs criando um excelente e genuíno ambiente.

 

As canções em palco não só confirmam a registada em disco como até ganham nova dinâmica tal é a qualidade vocal de Sharon e a competência instrumental da sua banda. Algumas das melhores canções deste ano foram ali apreciadas no momento certo, «Serpents» e «All I Can» servem de exemplo, e até houve um final estrondoso e ruidoso para uma «I´m Wrong» que parecia ser inofensiva e acabou de forma arrebatadora.

 

jjoaomcgoncalves@gmail.com

Anna Calvi no Lux: Mulher de vermelho


Por: Davide Pinheiro (Disco Digital)


Pela primeira vez em nome próprio, Anna Calvi deu continuidade ao impacto causado pelo álbum de estreia e subsequente estreia no Optimus Alive com um concerto eficaz e intenso.

A lotação esgotada do Lux foi o primeiro passo para uma conclusão que se iria reflectir ao longo do primeiro concerto de Anna Calvi em nome próprio em Portugal: numa sala mais espaçosa como a Aula Magna, não se perderia alguma da intensidade que a sua música transmite.

Trajada de casaco vermelho estilo tauromáquico, como no Optimus Alive, e apenas acompanhada por um baterista e uma multi-instrumentista, Calvi é uma mulher de contrastes que tanto aborda o microfone com timidez na hora de falar, como a seguir solta rajadas de energia da voz e dos dedos.

Além de uma óptima cantora, é belíssima guitarrista, sem excessos de virtuosismo ou salamaleques instrumentais. No Lux, Anna Calvi deu continuidade ao concerto certeiro do Optimus Alive, ainda que a energia que emana da sua presença se tenha perdido ligeiramente na densidade humana.

Falar-se num acontecimento é pecar por exagero - e aí as associações a Patti Smith, PJ Harvey ou Jimi Hendrix podem ser um peso excesso - mas que o futuro será ainda mais brilhante, não restam grandes dúvidas. Porque quem escreve canções como «Desire» e «Jezebel» só pode ir para melhor.

 

davidevasconcelos@gmail.com 

Carminho cantou com Nicolas Jaar no Lux


Carminho foi convidada surpresa no concerto de Nicolas Jaar, ontem no Lux.

O site da Fact avança que os dois se conheceram na quarta-feira à noite no Restaurante Mesa de Frades, em Alfama, Lisboa, onde a fadista canta. O produtor, rendido às capacidades vocais da portuguesa, convidou-a para se juntar numa canção no concerto de ontem.

A Fact revela ainda que uma colaboração é possível porque Jaar é apreciador de fado, um género que conheceu em visitas anteriores a Lisboa com o pai Alfredo. Curiosamente, está patente no CCB uma exposição do fotógrafo, arquitecto e artista chileno, progenitor de Nicolas Jaar.

 

in Disco Digital

Best Coast no Lux

Oriundos da Califórnia, os Best Coast vêm ao Lux apresentar o álbum de estreia, Crazy For You (2010), num concerto único no Lux, dia 19 de Abril.

À dupla que constituía a banda, Bethany Cosentino e Bobb Bruno, junta-se agora Ali Koehler (baterista ex-Vivian Girls).

Ao primeiro e único disco, até à data, o garage rock lo-fi dos Best Coast conquistou de imediato a crítica especializada: Pitchfork (8.4/10), New Musical Express (8/10) ou Mojo (4/5), foram apenas algumas das publicações que se renderam à então dupla de Los Angeles.

Após a estreia em Portugal, com um espectáculo intenso no Festival Paredes de Coura, os Best Coast descem agora à Lisboa, para um concerto, no Lux, dia 19 de Abril.

Chromatics em Portugal


CHROMATICS AO VIVO EM PORTUGAL
SÁ DA BANDEIRA (30 NOV) E LUX (2 DEZ)


O Teatro Sá da Bandeira, dia 30 de Novembro, e o Lux, dia 2 de Dezembro, vão receber um dos mais interessantes projectos da actualidade, os norte-americanos Chromatics. Da Pop ao Pós-Punk, com passagem obrigatória pela electrónica, os Chromatics são uma banda eclética, que inova a cada novo passo.

Com três discos de originais editados, os Chromatics têm sido alvo de rasgados elogios por parte da crítica norte-americana - em especial o último álbum Night Drive (2007), que a prestigiada Pitchfork classificou com 8.3/10.

Um dos grandes destaques de Night Drive era uma inspirada versão do clássico Running Up That Hill de Kate Bush, que provavelmente fará parte dos dois concertos que os trazem a Portugal: 30 de Novembro no Teatro Sá da Bandeira e 2 de Dezembro no Lux. A não perder!

TEATRO SÁ DA BANDEIRA (30 DE NOVEMBRO)
ABERTURA DE PORTAS * 21H00
INÍCIO DO ESPECTÁCULO * 22H00

LUX (2 DE DEZEMBRO)
ABERTURA DE PORTAS * 22H00
INÍCIO DO ESPECTÁCULO * 22H30



CHROMATICS - IN THE CITY

www.myspace.com/chromatics


BILHETES À VENDA HOJE, 28 DE SETEMBRO

TEATRO SÁ DA BANDEIRA (30 DE NOVEMBRO)
ENTRADA * 20,00 EUROS

LUX (2 DE DEZEMBRO)
ENTRADA * 20,00 EUROS


FNAC, LUX, WORTEN, CTT (WWW.CTT.PT),
EL CORTE INGLÉS,
AGÊNCIAS ABREU, AGÊNCIA ABEP,
C.C. DOLCE VITA (AMADORA, FUNCHAL, COIMBRA, OVAR, VILA REAL E PORTO),
E TICKETLINE: (RESERVAS: 707 234 234 E WWW.TICKETLINE.PT).

The Drums no Lux em Novembro

Após uma auspiciosa estreia no Palco Super Bock do Optimus Alive!10, os The Drums regressam a Portugal para o primeiro concerto em nome próprio, dia 11 de Novembro, no Lux. Uma excelente oportunidade para ouvirmos ao vivo o brilhante álbum de estreia, homónimo. Oriundos de Nova Iorque, os The Drums são um daqueles casos de enorme expectativa, concretizada. Ainda antes de editarem o primeiro longa-duração, já andavam nas bocas do mundo, graças ao EP, Summertime, e, em particular, ao contagiante single, Let's Go Surfing. O primeiro disco veio confirmar tudo o que de bom se dizia sobre os The Drums - pop simples, directa, a evocar a praia e a fazer lembrar os Beach Boys. Dia 11 de Novembro, no Lux, dão o primeiro concerto em nome próprio, em Portugal. Imperdível!

 


LUX (11 DE NOVEMBRO)
ABERTURA DE PORTAS * 21H30
INÍCIO DO ESPECTÁCULO * 22H00

Uffie no Lux

Uffie Pop The Glock from Uffie on Vimeo.


Uffie deu voz a temas de Justice e Mr. Oizo e colabora habitualmente com o reputado DJ Feadz, mas a sua carreira não se esgota, nestas colaborações. Anna-Catherine Hartley a.k.a. Uffie há muito que é um dos valores mais seguros da música da electrónica e vem mostrá-lo no dia 1 de Maio, no Lux.

Parte integrante do catálogo de uma das mais importantes editoras da actualidade, a Ed Banger, Uffie conta já com cinco EP's editados, o último dos quais "MC's Can Kiss", saiu no início deste mês.

Rodeado de enorme expectativa, o disco de estreia "Sex Dreams and Denim Jeans" tem lançamento previsto para a Primavera e traz na produção a assinatura dos “suspeitos do costume” Mr. Oizo e SebastiAn, entre outros. Uffie vai mostrar-nos, em disco e ao vivo, porque é um dos nomes actuais da cena electrónica a seguir com mais atenção.

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D