Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

Rock In Rio, Dia 1: Reinou o sultão do swing

A 10ª edição do Rock in Rio Lisboa arrancou este domingo em Lisboa e o Parque da Bela Vista já registou uma grande afluência de público que aclamou Robbie Williams e a inevitável Ivete Sangalo.

(Foto: AgenciaZero.net )

 

O recinto não apresenta grandes surpresas para quem já conhece a Cidade do Rock de outros anos. Mudam os stands dos patrocinadores e os desafios radicais. Este ano a maior atracção é saltar de alturas consideráveis para um enorme colchão de ar. Todos os brindes são avidamente desejados, todas as filas fazem parte da decoração do festival.

 

Neste primeiro dia apesar de boa afluência de público a circulação no Parque fez-se sempre sem grande dificuldade. Longe, portanto, da grande enchente que se espera na próxima quinta feira. 

Era fácil identificar o público, metade brasileiros à espera de Ivete, quase metade (44% segundo a organização) para ver Robbie Williams e os restantes dividiam-se entre espanhóis em manga curta indiferentes ao (muito) frio que se fez sentir desde o final da tarde e famílias a circular em jeito de passeio na Feira Popular. Dos espanhóis podemos dizer que estavam visivelmente ressacados da grande noite futebolística mas entregues à cerveja mantinham genica e acenavam mostrando as duas mãos abertas lembrando a 10ª Liga dos Campeões.

 

O grande nome desta noite de abertura era Robbie Williams e a dúvida quanto à escolha de alinhamento manteve-se durante a tarde entre os mais atentos aos recentes concertos. Iria Robbie seguir à risca uma apresentação de clássicos da música norte americana ou escolhia um alinhamento diferente para o Rock inRio ? Seguiu pela última via e abriu com «Let me Entertain You». Não podia ser mais honesta a abertura. Robbie apresentou uma aula de como bem entreter o público. Valeu tudo! 

Impecavelmente vestido de smoking, comunicativo, imperial em palco dominando a plateia olhos nos olhos e acompanhado por uma excelente banda, Robbie tem a postura irreverente, provocatória e irónica que lhe permite recorrer a clássicos do Rock à Pop, a standards dos anos 30 até a êxitos dos nossos dias. Acima de tudo só Robbie tem lata para colar «Empire State of Mind» de Jay-Z e Alicia Keys com «New York, New York» em versão Sinatra londrino. Depois assalta os Blur e serve-se de «Song 2» com saltos e tudo, já depois de ter sacado «Wonderwall» aos Oasis com pose à Liam e recurso ao teleponto. Como vimos Noel na noite lisboeta na passada sexta feira esperamos que o Gallagher não tenha ficado cá para ver o Robbie e tenha regressado a casa após a final da Champions. Para bem de todos porque a versão foi muito fraquinha.

Entreter é o verbo que o ex-Take That leva à risca e sabe como agitar o povo, «Hit The Road Jack» e «Shout», que os Greenday também costumam revisitar, são irresistíveis. Até «Minnie The Moocher» vem à baila representando bem esta versão swing cada vez mais vincada no quarentão Williams. Robbie divertiu-sedivertindo tudo e todos, foi às filas da frente tirar selfies, distribuiu beijinhos, posou para fotos e despediu-se com «Feel» e «Angels». Se considerarmos o alto número de versões a que recorreu podemos considerar que houve batota mas se nos lembrarmos que o que interessa é entreter o povo aí Robbie saiu vencedor.

 

Não é fácil acontecerem grandes surpresas musicais no Rock in Rio mas a passagem de Paloma Faith foi uma revelação! Uma espécie de Barbie muito simpática dotada de bela voz e com gosto virado para a música Soul. Esforçou-se por falar português, explicou que estava adoentada mas não quis perder esta oportunidade e fez bem porque terá saído daqui com muitas pessoas interessadas em descobrir os seus três discos. Fez tudo bem, encantou com a sua banda e aproveitou bem esta passagem pelo Palco Mundo. 

Ponto em comum entre a loura Paloma e a loura Aurea chama-se Pharrel Williams. Ambas cantaram temas creditados pelo homem que não estando no cartaz está omnipresente no recinto com a sua voz a ser ouvida em muitos espaços de animação. 

«Can't Rely on You» foi a canção que Paloma Faith cantou enquanto Aurea, umas horas antes, terminava o seu concerto com Boss AC ao som de «Happy». Uma boa forma de coroar uma colaboração que correu muito bem com ambos a desfilarem as suas canções mais emblemáticas com grande aceitação da plateia. 

 

No palco Vodafone o colectivo Cais do Sodré Funk Conection desfilou groove com mestria e surpreendeu com uma versão de «Mãe Negra» de Paulo de Carvalho. Mais tarde Silva percebeu que os seus compatriotas só queriam saber de Ivete e que o seu público até era composto maioritariamente por portugueses que reconheceram alguns dos seus temas mais mediáticos. Bons momentos perto da roda gigante.

 

Depois da meia noite a festa ficou a cargo da madrinha do Rock in Rio. Ivete reinou como sempre, mostrou-se em boa forma e não se esqueceu de dar parabéns a Cristiano Ronaldo (mostrou uma camisola do Real de CR7) e Marcelo mostrando apreço pelo Real Madrid. Ela que amanhã, dia 27, também estará de parabéns pelo 42º aniversário, fechou com a adrenalina do costume este primeiro dia de Rock in Rio.

 

João Gonçalves in Disco Digital

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D