Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

Arcade Fire actuam no Super Bock Super Rock a 15 de Julho

Os Arcade Fire, que viram cancelado um concerto em Lisboa em novembro passado, devido à Cimeira da NATO, vão actuar em julho no Festival Super Bock Super Rock, perto da praia do Meco, em Sesimbra, confirmou a promotora Música no Coração.

A banda canadiana estará no festival no dia 15 de julho.

A 17ª edição do certame decorrerá de 14 a 16 de julho, na Herdade do Cabeço da Flauta, um recinto próximo da praia do Meco, concelho de Sesimbra.

A Confirmação do Cancelamento dos Arcade Fire

Pavilhão Atlântico indisponível para concerto dos Arcade Fire


A Everything is New foi informada pela sociedade gestora do Pavilhão Atlântico que o recinto não estará disponível para o concerto dos Arcade Fire no dia 18 de Novembro.

A posição da gestora do Pavilhão resultará de determinação do Ministério dos Negócios Estrangeiros, comunicada através da Estrutura de Missão para a Cimeira da Nato, e ficará a dever-se a razões de segurança relacionadas com a realização da Cimeira da NATO na FIL nos dias 19 e 20 de Novembro.

Os Arcade Fire comunicaram a sua disponibilidade para antecipar o concerto para 17 de Novembro mas também esta data terá sido considerada inviável.

A Everything is New lamenta profundamente o cancelamento do concerto e partilha com os milhares de fãs dos Arcade Fire a desilusão por não poder ser Lisboa a abrir a tournée europeia do grupo. Os Arcade Fire e a Everything is New são totalmente alheios a esta circunstância e tudo fizeram para que fosse possível manter o concerto.

O preço dos bilhetes já vendidos será naturalmente reembolsado, devendo para tanto os interessados dirigir-se aos pontos de venda onde os adquiriram a partir do próximo dia 3 de Novembro.


Everything is New

1 de Novembro de 2010



Arcade Fire: promotor apela ao «bom senso»

O promotor Álvaro Covões afirmou hoje à Lusa que acredita no bom senso e na realização do concerto dos Arcade Fire a 18 de novembro no Pavilhão Atlântico, em Lisboa, na véspera da cimeira da NATO na capital.


Álvaro Covões explicou que ninguém do Governo formalizou até agora qualquer medida para que o concerto da banda não se realize, já que acontecerá na véspera da cimeira da NATO, agendada para os dias 19 e 20 de novembro na FIL, próxima do Pavilhão Atlântico.

Para o promotor, só uma garantia oficial e formal do Governo é que o impedirá de realizar o concerto e nesse caso a promotora Everything is New terá que ser indemnizada.

 

«Este espectáculo tem um potencial médio de receita entre 600 a 620 mil euros», sendo que cem mil entrariam nos cofres do Estado como impostos, disse Álvaro Covões.

 

Em causa estão questões de segurança por causa da cimeira da NATO, embora não tenham sido anunciadas ainda as medidas de contenção relacionadas com o evento na zona do Parque das Nações.

 

«Temos todas as licenças legais para fazer o espectáculo, inclusivé a licença da IGAC [Inspeção-Geral as Actividades Culturais] e até agora ninguém formalmente me disse que não posso fazer o espectáculo», garantiu o promotor.

Contactado pela Lusa, o gabinete de imprensa do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) foi perentório: «Se o concerto se vai realizar ou não, não sei, mas naquele sítio não pode ser. Naquele sítio e naquela data não vai acontecer».

Álvaro Covões referiu que foram já vendidos cerca de 14 mil bilhetes para o concerto dos Arcade Fire em Lisboa, que abrirá a digressão europeia da banda canadiana.

 

«Estamos legalmente munidos para que haja concerto e o bom senso vai prevalecer e vamos ter o profissionalismo e o brio e garantir os dois eventos», reforçou Álvaro Covões.

 

O promotor esclareceu ainda que quando marcou o concerto para o Pavilhão Atlântico ninguém formalmente lhe comunicou que estava impedido de o fazer e que a um mês do concerto é impraticável mudá-lo para outra sala de espetáculo.

«Perguntei olhos nos olhos ao responsável da missão [que organiza a cimeira da NATO] se estava munido dos poderes jurídicos para impedir e disse-me que não», afirmou Covões.

Fonte da Parque Expo, a entidade que gere o Pavilhão Atlântico, também disse à Lusa que nunca foi formalizada qualquer medida para que o concerto fosse cancelado.

 

A Lusa tentou ainda, sem sucesso, obter mais esclarecimentos junto da PSP, em relação aos cortes de vias e de acessos no Parque das Nações por causa da cimeira da Aliança Atlântica.

Esta será a primeira vez que Portugal organiza uma cimeira da NATO, que juntará em Lisboa os principais líderes mundiais e da qual deverá sair um novo conceito estratégico da organização.

 

Diário Digital / Lusa

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D