Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

Vodafone Mexefest, dia 1: ALTamente

(F: Luís Martins)

A invasão de música no eixo entre a Avenida da Liberdade e o Rossio já é um hábito oficial deste período em que a baixa lisboeta se ilumina para assinalar a quadra natalícia. A edição 2012 do Vodafone Mexefest arrancou abençoada por uma noite de Outono bem generosa um dia depois da intempérie. Neste primeiro acto brilharam Alt-J e Cody Chesnutt.

O conceito de circular avenida acima, avenida abaixo, já está bem assimilado entre o público mais atento aos nomes da chamada música alternativa. Por isso é sem surpresa que nos cruzamos constantemente com caras bem conhecidas tanto nas salas dos espectáculos como na rua num convívio saudável em que cada um vai contando a sua experiência do festival e se trocam sugestões para os próximos destinos.

Apesar de nos parecer que há menos gente a mexer do que em edições passadas o grande drama continua centrado nas imensas filas que se formam à porta dos concertos mais esperados que fazem com que encontremos muita gente descontente por não ter conseguido ver o concerto que mais queria. O concerto de Alt-J no Tivoli terá sido o maior exemplo desta situação.

 

Foi precisamente à banda de Leeds que demos prioridade e fizemos questão de assistir ao concerto de principio ao fim, uma opção que é contrária ao espírito do Festival que pede mais circulação. A oportunidade era de ouro e não podia ser ignorada. Ainda há poucas semanas tivemos por cá os Black Keys a apresentar um dos melhores álbum de 2011 com um ano de atraso. Os Alt-J aparecem na hora certa com «An Awesome Wave» ainda em fase de descoberta por muitos, alvo de devoção por uma legião de fãs já assinalável e a figurar entre os melhores discos deste ano. Faltava saber se a banda do momento conseguia defender em palco o brilhante trabalho de estúdio. Quem os viu no Milhões de Festa em Julho jurava que sim e ficou provado no Tivoli que tinham razão.

A intensidade, os pormenores, os detalhes, as mudanças de ritmo, o jogo de vozes, tudo aquilo que faz das canções do disco de estreia dos ingleses algo de especial é transportado para o palco criando uma experiência recompensadora para quem já ouviu o disco de fio a pavio tantas vezes. Desta vez a euforia vinda da plateia e galerias foi perfeitamente merecida. Um concerto que vai directo para o top das listas de melhores concerto de 2012 tal como acontece com o disco. Prometeram voltar em breve, nos corredores do Tivoli havia quem apontasse ao Optimus Alive com convicção.

 

Terminado o efeito Alt-J a opção foi correr para a Estação Vodafone FM no Rossio onde actuava Cody Chesnutt. Apanhámos a recta final de um concerto que estava a ser uma festa bem divertida com o espaço bem composto. À medida que furávamos entre a multidão ouvíamos elogios e víamos um público animado com aquela mistura de R&B e soul, ritmos negros numa bela banda sonora com o Castelo de São Jorge a fazer de pano de fundo num palco descoberto, combinação mágica muito bem conseguida. Chesnutt voltou ao palco depois de se despedir visivelmente satisfeito com a recepção lisboeta.

 

Dois momentos de eleição deixavam a dúvida sobre a próxima paragem. Aproveitámos a aproximação geográfica e subimos ao Ateneu Comercial de Lisboa  para ver como os The 2 Bears apresentavam «Be Strong»  outro álbum em destaque este ano. A fila interminável à porta mostrava que o disco tem muitos fãs por cá. Lá dentro a dupla desiludia quem esperava ouvir as faixas ao vivo. Optaram por fazer um set em que só esporadicamente passaram pelo registo de estreia. As opiniões dividiam-se entre os que se entregaram à dança e os que se encostaram ao bar mas ficou um sentimento de desilusão no ar.

 

Tentámos subir de novo a avenida para ver como a inglesa Victoria Christina Hesketh, mais conhecida por Little Boots, se saía com a sua melódica electrónica dançável. O Mexefest tem destas coisas, chegámos mesmo no final do concerto...O que podemos dizer é que não vimos ninguém com ar desiludido a descer as escadas do cinema São Jorge. 

Seguimos a matilha das pulseiras vermelhas e fomos até ao Ritz Club, também com uma fila de espera para entrar de meter respeito, para descobrir o poder de Trus´me a agitar uma sala repleta entregue à house excitante do produtor britânico. Fim perfeito para esta primeira maratona a acabar já bem para lá das 3 da manhã.

 

Hoje há mais para descobrir. Destaque para os Django Django às 23h. Vão cedo para o Tivoli!

 

T: João Gonçalves

in Disco Digital


Alt-J (∆) (os autores do disco do ano) no Vodafone Mexefest

Os Alt-J (∆) regressam a Portugal em Dezembro para um concerto no Festival Vodafone Mexefest.

 

Além dos Alt-J, Madrid, Efterklang, Light Asylum e The Very Best são as novidades para o Vodafone Mexefest.

 

A estes nomes juntam-se os portugueses Os Quais, Noiserv, Nicotine´s Orchestra e Soaked Lamb. O festival realiza-se a 7 e 8 de Dezembro e é este ano reforçado com espaços como a estação ferroviária do Rossio e o Starbucks.

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D