Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

Groundation no Coliseu dos Recreios: Vai ficar tudo bem

Noite quente com um tributo ao Deus do Reggae que atraiu militantes de todas as cores e idades proporcionando uma bonita enchente no Coliseu de Lisboa. A proposta dos californianos Groundation foi acolhida de braços abertos e revelou-se uma homenagem simples, honesta e justificada.

 

Se há mais de 30 anos contassem a Bob Marley que três décadas depois da sua partida, num país europeu falido, alguns milhares de pessoas se juntariam uma noite ao som de uma banda californiana para dançar, cantar e lembrar as suas canções o homem não poderia acreditar. Hoje a força do seu legado é tão evidente e pertinente que não causa estranheza vermos uma plateia composta na sua grande maioria por fãs que nasceram depois da sua morte mas que absorvem todas as canções como se estivéssemos no final dos anos 70.

Mesmo que a maioria não saiba que ao cantar «Punky Reggae Party» está a celebrar o encontro de Marley com o movimento punk da época em que escolheu viver na capital inglesa, mesmo que o contexto em que gritam «Revolution» seja bem diferente do original - Bob não deveria saber o que era o FMI - mesmo que a banda que está em palco não tenha o look jamaicano tradicional, a noite foi de verdadeira celebração e a harmonia entre palco e plateia total.

 

Os Groundation pegam na herança de Marley e citam-na com à vontade, humildade e convicção. Recordá-lo 30 anos depois da sua morte faz todo o sentido e é uma vitória para quem sempre batalhou para que a mensagem do reggae não se perdesse com o avançar do tempo. Além dos temas da obra de Marley, os americanos passaram ao de leve pela sua discografia sem aborrecer nem quebrar o ritmo dos clássicos a que voltaram na recta final do tributo. A resposta sempre entusiástica do público comprava a validade da sessão a que foram chamados também os nossos Terrakota que aproveitaram bem a oportunidade e celebrizaram bem à sua maneira o espírito de Marley. Como ele gostava.

 

Bob Marley está mais vivo que nunca; o reggae não o deixa morrer. E agora vamos todos ouvir o «Live Forever» álbum recentemente editado que recupera a sua última actuação com os The Wailers em Setembro de 1980 que comprova bem a validade do Mestre mais de vinte anos depois.

 

jjoaomcgoncalves@gmail.com

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D