Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

Band of Horses na Aula Magna: Cavalos sem corrida

 

Facto positivo é ver uma sala como a Aula Magna cheia numa segunda feira à noite para receber uma banda sem historial de presenças por cá. Mudou o fado do público diminuto para nomes menos badalados justificado com o tempo ou o calendário. O que poderá ter levado tanta gente ontem a ver os Band of Horses? Seguramente o facto de terem canções a rodar nas séries norte americanas acompanhadas na televisão e nos computadores portáteis e também em jogos de consolas como o popular Guitar Hero, duas plataformas onde as bandas sonoras cada vez são mais importantes para chegar ao público. Também há que contar com o destaque que a imprensa britânica tem dado a esta banda que terá despertado a curiosidade de um público mais atento, a nomeação para um Grammy com o último disco e ainda o nome forte da editora que os acolhe, a Sub Pop.

 

A verdade é que a recepção foi apoteótica à boa maneira portuguesa que mostra logo aos músicos que façam o que fizerem a noite já está ganha. Antes do concerto alguém comentava no inevitável Facebook a sua opinião sobre a música dos Band of Horses: «banda indiezinha da treta para indiezinhos da treta!», logo apoiado por outros «amigos». Entre a euforia da plateia e o desdém de quem não ficou convencido com os discos está a real valia destes norte americanos da Carolina do Sul. Tudo se concentra em Ben Bridwell, o vocalista e guitarrista, que se rodeia de mais três guitarras e deixa o travo folk/country para Ryan Monroe nas teclas. A aposta vai para um equilibrado alinhamento que visita alternadamente cada um dos três álbuns editados. Como cenário atrás da banda há uma grande tela que projecta imagens ambientais que mudam de tema para tema e que nos transportam para florestas, rios, campo, litoral e até a nossa Praça do Comércio!

 

Curiosamente este cenário é mesmo o que melhor ilustra a música dos Band of Horses que vai a diferentes tons mas não se consegue fixar num ponto ideal. Promete muito mas nunca chega a cumprir. Quer ser moderna vestindo-se com o chamado folk alternativo mas nunca rompe as amarras do country previsível, quer explodir com guitarras em fúria mas logo a seguir acalma-se pedindo desculpa pelo excesso. Inteligentes a gerir os momentos mais aguardados deixaram para o fim «The Funeral», o mais aguardado e celebrado, «Ode To LRC» que mostram como podiam ser grandes se abdicassem da hora perdida entre temas sonolentos que tinha ficado para trás.

 

O público saiu satisfeito com o encore que ruidosamente arrancou e os Band of Horses saíram deliciados do palco.

Isto é que conta.

 

 

in: Disco Digital

jjoaomcgoncalves@gmail.com

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D