Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

Fat Freddy`s Drop no Coliseu dos Recreios: Verão total

O Verão ainda aquece as noites da capital e o calor do Coliseu dos Recreios inspirou os Fat Freddy's Drop a assinarem o seu melhor concerto em terras portuguesas perante uma plateia extasiada.


Quando o Verão ameaça partir dando lugar novamente ao trânsito caótico, o regresso às aulas, a mudança de tempo e tudo isso, nada como uma enorme noite na sala mais bonita de Lisboa com uma banda sonora bem veraneante, e uma enorme concentração de corpos bronzeados exibindo ombros, tatuagens, calçado de praia, calções e generosos decotes. Um ambiente que se costuma encontrar no cantinho Positive Vibes, do Festival Sudoeste, só que hoje com a tribo bem mais perfumada e com grande reforço dos betos contemporâneos da linha de Cascais.

 

Plateia completamente lotada pronta a dançar e nem faltaram as bandeiras agitadas nas primeiras filas, uma de Portugal outra da Nova Zelândia, para que a banda se sentisse em casa mesmo estando bem longe. É consensual, mesmo entre fãs, que os Fat Freddy`s Drop ainda não tinham dado um concerto verdadeiramente convincente em Lisboa e por isso a expectativa para os ver numa sala tão imponente como é o Coliseu era grande. Se juntarmos o facto de a banda ter editado um dos melhores discos que 2009 conheceu, então a esperança numa grande noite cresce.

Desta vez os Fat Freddy`s Drop arrasaram e deram o tal concerto que já esperávamos há uns tempos.

 

Os novos temas catapultaram a banda para um ritmo mais intenso e quem começa uma noite com um tema como «The Raft» facilmente agarra o público. Depois há pérolas como, por exemplo, «Boondigga» que só por si já mereciam uma ida ao Coliseu. Ou «Pull the Catch» que ganha nova vida em palco. Aliás, o forte dos Fat Freddy`s Drop é estender e adornar ao vivo o que já conhecemos em disco. Umas vezes resulta muito bem, às vezes perdem-se e chegam a adormecer o entusiasmo que facilmente é recuperado mais à frente com uma das muitas entradas sublimes do trio de sopros. Desse trio há que destacar Joe Lindsay sempre pronto para espalhar a magia do seu volumoso corpo em danças cómicas correndo o palco de ponta a ponta dando o toque mais humorístico da noite.

 

Quase duas horas de concerto onde se celebrou o excelente álbum e se visitou temas de outros tempos. Houve uma música nova que foi facilmente assimilada por todos devido ao balanço bem jamaicano, e no fim uma aula de como bem manusear uma mesa que grava e acumula sons na hora permitindo construir toda uma camada instrumental com cada um dos músicos a ir perto do microfone do vocalista Joe Dukie para que ele gravasse um pouco de cada instrumento fazendo música ao vivo.

Uma grande passagem dos neo-zelandeses por Lisboa a fazer lembrar que o Verão ainda anda por aí mais umas semanas.

João Gonçalves

 

in Disco Digital

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D