Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

Festival Super Rock Super Bock (Dia 1): Levantou Poeira


T: João Gonçalves F: Duarte Pinto Coelho


O nível foi alto na primeira noite do renovado Super Bock Super Rock. Os Pet Shop Boys deram um concerto inesquecível. Mayer Hawthorne e Jamie Lidell encantaram. Todos os outros cumpriram.

No dia em que a música regressou ao Meco muitos foram os que recordaram as primeiras edições do Sudoeste, tal o volume de poeira que se respira no recinto do Super Bock Super Rock. Com os palcos bem distantes, há quilómetros de areia para percorrer se se quiser ver tudo (e o cartaz foi e vai continuar apetitoso).

 

Ainda com o sol bem presente a iluminar o espaço tivemos um arraque de luxo no espaço principal. Jamie Lidell trouxe todo o seu swing clássico não só do recente disco «Compass» como também do anterior «Jim» com que tranformou o evento em Super Funk Super Soul com o balanço a ser acompanhado pela plateia. Abertura em grande para Lidell que Mayer Hawthorne aproveitou para dar continuidade embora recorrendo um pouco mais às raízes tal como o conhecemos do grandioso disco «A Strange Arrangement» que funcionou na perfeição como banda sonora deste fim de tarde. Dose dupla de soul de alto nível que se deseja repetida no futuro.

Por esta altura já o palco mais próximo da zona de entrada tinha plateia bem composta para aclamar o regresso dos Beach House a Portugal e que voltaram a convencer devotos ao mesmo tempo que angariavam novos fãs. Num registo bem diferente e irresistivelmente dançável também os Cut Copy festejavam o regresso ao nosso país. Confirmam-se como boa banda de festivais repetindo o sucesso da passagem pelo Sudoeste há dois anos e fazendo esquecer o concerto apagado do Lux.

 

Para arranque de festival, o nível estava alto e tentando manter o interesse musical, abandonámos os Keane no palco principal e fomos conhecer os Temper Trap ao vivo. Os australianos não desiludiram. Os singles mais conhecidos do álbum «Conditions» foram prontamente reconhecidos pelo público que motivou a banda a assinar uma passagem segura pelo Meco. Seguiam-se os Grizzly Bear e durante a espera ouvimos um grupo de amigos a queixar-se da falta de luz naquela zona do recinto que dificulta a mobilidade mas que era bem aproveitada por um entusiasmado casal namoradeiro.

 

Nesta altura da noite já as tribos estavam bem representadas nos seus cantos. Na lotada tenda electrónica @Meco dançava-se furiosamente, no palco EDP havia grande concentração indi< para aclamar Grizzly Bear que não teve dificuldade em conquistar o espaço que foi ao rubro quando reviu Victoria Legrand, dos Beach House, desta vez ao lado de Edward Droste na ponta final do concerto.

 

Perto da uma da manhã todos os caminhos foram dar ao palco maior do Super Rock para celebrizar a super pop dos Pet Shop Boys que não descuraram nenhum pormenor e partiram para um inesquecível concerto que marcará seguramente o 16ª SBSR. A dupla inglesa viajou pelos maiores clássicos do seu longo historial e de maneira simples e eficaz entre cubos, dançarinas e um cenário valente de imagens projectadas foram dos singles mais recentes até chegarem ao sempre excelente «West End Girls». E é aqui que pensamos há quantos anos é que estas músicas nos acompanham e concluímos que fazem parte da banda sonora da nossa vida porque são intemporais. E como sabe bem ouvir «Suburbia» ou «It's a Sin» e pelo meio sermos surpreendidos com um dueto virtual com Dusty Springfield, sendo que o mais impressionante é olhar para a plateia tão diferente em estilo e tão unida por esta música dançada debaixo de enorme nuvem de poeira.

 

jjoaomcgoncalves@gmail.com

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D