Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

11 concertos para 2011 (via Time Out)

Joanna Newsom
26 de Janeiro
CCB
Se Liv Tyler, n’O Senhor dos Anéis, pegasse numa harpa e desatasse a cantar para os seus companheiros elfos umas melodias encantatórias, havia de soar a uma réplica a papel químico daquilo que faz Joanna Newsom. Com ou sem orelhas espevitadas, o contacto mais próximo com a folk feérica de Have One on Me promete colocar o frio em sentido.


Katy Perry
20 de Fevereiro
Campo Pequeno
Katy Perry pertence àquela categoria de estrela pop que passa o tempo a dizer-nos “olha, olha, já viste como sou boazona?”. Felizmente, o tempo que gasta à frente do espelho parece não exceder aquele que dedica a preparar os álbuns. A sua passagem pelo Campo Pequeno concorrerá certamente para grande concerto pop do ano.


Orquestra Buena Vista Social Club feat. Omara Portuondo
12 de Março
Coliseu dos Recreios
À medida que vão tombando os septuagenários (Ibrahim Ferrer), octagenários (Rubén González) e nonagenários (Compay Segundo) que conseguiram fazer da música cubana uma obrigatoriedade nos principais palcos de todo o mundo, cabe cada vez mais à voz de Omara Portuondo carregar consigo toda uma geração de ouro.

Roger Waters
21 e 22 de Março
Pavilhão Atlântico
Apesar da dúvida legítima, não se trata do irmão de Lena d’Água e de Rui Águas. Este é aquele senhor que foi um dos fundadores dos Pink Floyd e que agora anda a correr o mundo para celebrar o 30º aniversário do álbum The Wall. Como a megalomania musical de então não teve equivalente em palco, chega agora a vingança com tecnologia de ponta.


Megadeth + Slayer
30 de Março
Pavilhão Atlântico
Vai ser uma daquelas noites à moda antiga. Dois dos maiores nomes do heavy metal da categoria dos que realmente interessam – nados na década de 1980 – prometem uma carnificina musical (European Carnage, chama-se a digressão conjunta) em frenesim de distorção. Se os seus filhos nunca o/a viram vestido de cabedal, está na altura da tal conversa.


Swans
9 de Abril
Aula Magna
Depois de mais de dez anos trancados no sótão de Michael Gira, os Swans voltaram a juntar-se, editaram um disco de respeito e ressuscitaram o culto por um dos nomes mais importantes do underground rock. Só chegam em Abril, mas já há gente a salivar em barda com a perspectiva de ir dizer a Gira que lhe perdoa a pausa de 14 anos.


Ballaké Sissoko & Vincent Ségal
10 de Abril
Fundação Gulbenkian
Um dos mais belos encontros entre a música africana e a europeia. A kora do maliano Ballaké Sissoko e o violoncelo do francês Vincent Ségal num enamoramento que se diria ter acabado num fartote de procriação. Uma sensualidade imbatível, um encaixe perfeito e uma obrigação de testemunhar ao vivo. Vai uma aposta como será um dos concertos do ano?


Paolo Conte
5 de Maio
CCB
Paolo Conte é um crooner à italiana. Ou seja, tem aquela voz cavernosa que poderia ter emprestado e não devolvido a Tom Waits, e que parece lembrar- -nos num sorriso malandro que já se deitou com mais mulheres, fumou mais cigarros e bebeu mais uísques puros do que todas as personagens juntas de Mad Men.


The National
24 de Maio
Campo Pequeno
A música do grupo liderado pelo vocalista Matt Berninger é o equivalente óbvio da conversa que se tem acidentalmente com um tipo que descreve círculos com o dedo na borda de um copo vazio, curvado sobre o balcão de uma espelunca daquelas em que se bebe lá dentro mas se vai à casa de banho lá fora. Trocado por miúdos: canções de dor de corno.


PJ Harvey
25 e 26 de Maio
Aula Magna
Assim que foram postos à venda, os bilhetes para a estreia da cantora inglesa em Lisboa voaram mais rápido do que os aviões da CIA provenientes de Guantánamo. Esperam-se, portanto, noites de histeria adolescente quando PJ Harvey fizer pausas na apresentação de Let England Shake e proporcionar umas viagens ao passado…


Marky Ramone’s Blitzkrieg
8 de Junho
Santiago Alquimista
O apelido Ramone é garante de três coisas: punk petrificado em 1978, uma capacidade invulgar para não conseguir executar mais de três acordes em cada bloco de três minutos e uma passagem (mesmo que fugaz) pelos Ramones. Marky, baterista do grupo durante 15 anos, é o único sobrevivente da formação clássica desta instituição punk.

Agora que já sabe quais são os concertos não pode mesmo perder, só precisa de saber os preços para ir fazendo contas à vida.

Rodrigo Leão entre os cinco melhores da Les Inrockuptibles

O mais recente álbum de Rodrigo Leão, «A Mãe», foi considerado o quinto melhor do ano pela revista francesa Les Inrockuptibles.

A distinção ocorreu na categoria World Jazz Chanson. O disco é elogiado pela escolha dos cantores e do repertório - entre a música de câmara e a música do mundo.

Já este mês, arranca a nova digressão do compositor. Instrumental é o título do espectáculo que junta o piano de Rodrigo Leão a um trio de cordas e um acordeão.

O reportório seleccionado deverá ser mais intimista mas igualmente festivo. Pelo meio, há um regresso marcado ao Coliseu dos Recreios.

A 5 de Fevereiro, Rodrigo Leão repete o espectáculo apresentado em Novembro. O preço dos bilhetes varia entre os 20 e os 40 euros.

Pág. 3/3

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D