Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

AFP - Associação Fonográfica (da idade da) Pedra ?

A AFP propôs ontem, numa reunião onde estiveram ainda os músicos Camané, João Gil, Rita Redshoes e João Pedro Pais, um novo modelo legislativo que permita identificar e punir quem partilhar na rede conteúdos protegidos pelos direitos de autor. Para ilustrar o problema, a AFP explica que nos últimos dez anos a facturação no sector discográfico caiu 70%. "Há uma década facturávamos 105 milhões de euros por ano, agora estamos nos 30", esclarece Eduardo Simões para quem a pirataria põe em risco a carreira de muitos músicos e bandas.

 

Dez anos depois do "Napster" por cá temos a AFP parada no tempo e agarrada a uma realidade que já faz parte do século passado. Em vez de olhar para a frente, em vez de se adaptar, em vez de evoluir, em vez de procurar soluções, a AFP quer PUNIR. Quer ameaçar, quer multar, quer prender todos os malandros que que cometam o crime de "sacar" um disco na internet.

Ou seja a AFP só pensa em castigar quem ainda ouve música, quem a divulga, quem a consome, quem esgota concertos durante o ano mostrando conhecer as obras dos artistas nacionais e estrangeiros. Isto tudo apesar dos artistas da AFP venderem os seus valiosos discos com simpáticos descontos tipo "preço verde" a impensáveis 20€.

A AFP não quer saber das lojas online que vendem discos a preços reduzidos e justos como a Zavvi, Amazon, BangCD ou Play, por exemplo, onde podemos encomendar e receber em casa sem custos de envio, enquanto nos espaços que sobram de venda de discos em Portugal não baixam preços e (ainda pior) muitas vezes nem têm, nem conhecem os discos recentes de edição nacional.

A AFP está a fazer uma figura bem ridícula e se os seus mentores nunca foram à net "buscar" um disco para ouvir devem ser os únicos no país entre os que gostam de ouvir música. Nem acredito nisso, claro.

A Lista Definitiva dos Melhores Discos de 2010

 

20. Ariel Pink’s Haunted Graffiti, ‘Before Today’
19. Sleigh Bells, ‘Treats’
18. Drake, ‘Thank Me Later’
17. Janelle Monae, ‘The ArchAndroid’
14. Sufjan Stevens, ‘The Age Of Adz’
14. Joanna Newsom, ‘Have One On Me’
14. John Grant, ‘Queen of Denmark’
13. Caribou, ‘Swim’
12. Yeasayer, ‘Odd Blood’
11. Robyn, ‘Body Talk’
10. The Black Keys, ‘Brothers’
9. Big Boi, ‘Sir Lucious Left Foot: The Son Of Chico Dusty’
8. Deerhunter, ‘Halcyon Digest’
7. These New Puritans, ‘Hidden’
6. Vampire Weekend, ‘Contra’
5. Beach House, ‘Teen Dream’
4. The National, ‘High Violet’
3. LCD Soundsytem, ‘This Is Happening’
2. Kanye West, ‘My Beautiful Dark Twisted Fantasy’
1. Arcade Fire, ‘The Suburbs’

 

 

O NME compilou as listas da Pitchfork, Q, Mojo, Uncut, Rolling Stone, Stereogum, Spin, Drowned In Sound, Clash, Gigwise, MTV, Prefix, The Guardian, Time e apresentou a lista definitiva

The Strokes no Super Rock 2011!

The Strokes são uma das bandas mais aguardadas e solicitadas pelo público português e o Super Bock Super Rock, festival sempre atento ao que o público amante de Música e de Festivais de Música procura, não ficou indiferente. No ano em que a banda de Julian Casablancas, Nikolai Fraiture, Nick Valensi, Fabrizio Moretti e Albert Hammond Jr. regressa com novo trabalho de estúdio, o Super Bock Super Rock tem o prazer de os anunciar como cabeça-de-cartaz da sua 17ª edição, dia 16 de Julho no Palco Super Bock.

 

in Música no Coração

Hot Clube de Portugal deverá reabrir em 2011

O Hot Clube de Portugal, que ficou destruído há um ano num incêndio, deverá reabrir em 2011, já que a autarquia desbloqueou 200 mil euros para o "renascimento" do clube de jazz, disse à Lusa a directora, Inês Homem-Cunha.

"A câmara entregou-nos as chaves na semana passada e garantiu que hoje transferia a verba para começarmos de novo", explicou a presidente do conselho diretivo do HCP.

A cave onde funcionava o clube de jazz, no número 39 de um prédio na Praça da Alegria, ficou destruída num incêndio a 22 de Dezembro de 2009, danificando algum espólio e obrigando ao cancelamento de toda a programação.

Um ano depois, Inês Homem Cunha referiu que o tempo é de "regozijo", porque a câmara municipal de Lisboa acelerou o processo e viabilizou agora uma nova vida para o clube de jazz, num edifício vizinho na Praça da Alegria, nos números 47 a 49.

"Na quarta-feira [22 de Dezembro] vamos fazer uma festa pequena no espaço, que está caótico, mas é para ser apenas uma coisa simbólica, com um grupo de músicos da escola [do Hot] a tocar", referiu a responsável.

Os 200 mil euros atribuídos pela autarquia - "a verba para renascermos", disse Inês Homem Cunha - destinam-se às obras de remodelação do novo espaço e ao recomeço da programação.

O Hot Clube tem o licenciamento do projecto de arquitectura de renovação do espaço e falta a aprovação dos projectos de especialidade, e não avança datas concertas de reabertura.

"Se for daqui a seis meses já estou a ser muito optimista", disse Inês Homem Cunha.

O Hot Clube de Portugal foi fundado em 1948 e é o mais antigo clube de jazz português.

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D