Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

FMM Sines - Já não há quartos mas ainda há bilhetes

Reportagem da edição de hoje do jornal I

 

Na residencial Carvalho, no centro de Sines, o telefone começou a tocar em Janeiro com pedidos de reservas de quartos para o fim de Julho. "Tem sido uma doidice desde há uns tempos para cá", conta Irene Lança, de 83 anos, responsável pela residencial. "Logo de manhã o telefone começa a tocar e não pára. Mal me consigo vestir. Todos querem um quarto para os dias da loucura."

Desde o Verão de 1999 que a cidade, famosa por ter sido o berço de Vasco da Gama, esquece o navegador por uns dias para acolher o Festival Músicas do Mundo (FMM). Na residencial Carvalho, perto do palco principal do festival (no castelo de Sines), os 30 quartos disponíveis esgotaram em pouco tempo. "No ano passado, alguns hóspedes até me perguntaram se os amigos podiam montar a tenda aqui dentro", recorda Irene. "Ficaram a dormir no terraço e na garagem. Mas há muita gente que fica na rua."

Isso não é problema para quem vai ouvir world music a Sines - no ano passado foram perto de 90 mil pessoas. O festival atrai todo o tipo de fauna, desde executivos que por uma semana trocam o fato por calças às riscas semelhantes às de pijama, a freaks que seguram cães com trelas feitas de corda, vendem cinzeiros de lata e cospem fogo.

Na primeira edição, em 1999, a entrada nos concertos era gratuita (só começou a ser paga dois anos depois) e o festival ainda era o segredo dos habitantes da cidade e de alguns hippies que percorriam a costa alentejana de carrinha. "Nessa edição [com actuações do cantor sírio Abed Azrié e do saxofonista norte-americano Sonny Fortune], a reacção do público foi muito boa e pensámos logo que tínhamos acertado no conceito", diz Carlos Seixas, director artístico e de produção do FMM. "Mas foi a partir de 2001, ano do concerto de Black Uhuru com a dupla jamaicana Sly & Robbie, que o público reconheceu a importância do festival e começou a ganhar confiança na programação."

Muita gente vai ao FMM sem conhecer nenhuma das bandas que irá actuar. Não é difícil. Basta olhar para o cartaz deste ano com nomes como Sa Dingding, Wimme, The Rodeo, Barbez e Novalima. E não, não são nomes de restaurantes exóticos. "Este ano há duas bandas que se estreiam na Europa [os timorenses Galaxy e os norte-americanos Las Rubias del Norte] e outras oito que tocam pela primeira vez em Portugal [como os congoleses paraplégicos Staff Benda Bilili]", explica Carlos.

Durante os quatro dias de festival, de quarta a sábado, haverá 26 concertos: 14 gratuitos no palco da Avenida Vasco da Gama, ao pé da praia com o mesmo nome, e 12 pagos, no castelo - menos oito concertos do que na edição anterior. "O festival foi encurtado em dias, concertos e palcos por causa da crise", explica Carlos. O palco de Porto Covo, onde se realizavam concertos desde 2005, tinha, segundo o director do FMM, "custos de produção muito elevados e a Câmara Municipal de Sines reduziu o orçamento". "Mas qualitativamente isso não afectou nada."

 

 

O FMM Sines arranca oficialmente amanhã e a partir de sexta podem contar com relatos aqui no Grandes Sons tal como já vem sendo tradição nos últimos anos.

Recuperação de «Get Lucky» - Mark Knopfler

Quem acompanhou a mudança do homem com fita na cabeça para o cidadão sóbrio, calmo, e elegantemente recolhido ao folk americano, tem aqui mais um excelente documento musical para descobrir.

Este é o oitavo disco de Mark Knopfler em nome próprio, não contando com as bandas sonoras que assinou, e segue o caminho que tem traçado desde «Golden Heart» de 1996. Musicalmente, encontramos os ambientes cruzados de celtas e raízes americanas, e a voz de sempre do agora sexagenário Mark,mais seguro e ponderado que nunca.

Espelha as suas memórias de infância onde não podia faltar uma referência às corridas de carros em «The Car Was The One» inspirada no corredor Mark Donohue. A banda que o acompanha é excelente, como sempre, e todos os instrumentos são tocados com mestria recriando, e melhorando, o ambiente que vem caracterizando estas aventuras a solo.

É um disco para ser ouvido muitas vezes com prazer e com calma. Curiosamente, este é o álbum mais curto de Knopfler, com apenas onze temas na edição original. Aos 60 anos Knopfler continua a gostar de jogar com os vários formatos das suas edições obrigando os fãs a alguma ginástica de pesquisa, e na carteira, para conseguirem reunir todos os temas resultantes destas gravações.

Investir na Box Deluxe com dois DVD, um CD com três músicas extra que caberiam perfeitamente no disco original («Pulling Down The Ride», «Home Boy» e «Good As Gold») não é suficiente! É que há ainda «Early Bird» e «Time In The Sun» que podem ser compradas na Amazon.

 

«Get Lucky» revela a melhor canção que Knopfler fez em anos. Um blues perfeito que Bob Dylan não desdenharia actualmente. Chama-se «You Can`t Beat The House» e vale muito, muito. É bom que faça parte do alinhamento do concerto de hoje no Campo Pequeno.

 

 

Mark Knopfler
«Get Lucky»
101/Universal

 

Gogol Bordello Voltam ao Campo Pequeno

O Punk Cigano dos Gogol Bordello está de volta ao Campo Pequeno, dia 24 de Novembro, depois de uma actuação explosiva no Optimus Alive!10, onde tocaram no dia 10 de Julho. A trupe liderada por Eugene Hutz vem apresentar o mais recente álbum de originais, Trans-Continental Hustle (2010).

Gayngs - Cry

 

 

Gayngs é o nome de um colectivo que assina um dos melhores discos de 2010!

A ideia do projecto é de Ryan Olson, mas ele contou com a ajuda de mais 22 músicos na gravação do álbum. Entre estes estão Justin Vernon dos Bon Iver e Andrew Bird.

Milhões de Festa em Barcelos

O Milhões de Festa (MdF) é o festival que promete dinamizar e ao mesmo tempo arrasar Barcelos nos dias 23, 24 e 25 de Julho.

A zona ribeirinha desta cidade minhota prepara-se para receber uma imensidão de artistas e melómanos que prometem revolucionar a cidade adormecida. A Lovers & Lollypops, editora e promotora no activo desde 2005, em parceria com a Câmara Municipal de Barcelos, a Casa da Juventude e a Empresa Municipal de Desportos de Barcelos e a Ilha da Fantasia, apresenta um cartaz com mais de 60 bandas, produtores e DJs, repartidos por 3 espaços distintos, para um festival que garante “milhões de festa”, numa celebração artística ímpar.

A renovada zona ribeirinha barcelense, situada nas margens do Cávado e muito próxima do centro da cidade, garante um perfeito equilíbrio entre a Natureza e o espaço urbano, providenciando zonas verdes, praia fluvial, piscina e campismo gratuito.

 

Dia 23:

Piscina

    15h - Tren Go! Soundsystem
    15h40 - BEARS
    16h20 - Rudolfo
    17h - Claiana
    17h40 - Move the Crowd

Palco Vice

    18h - Evols
    19h30 - Larkin
    21h - Sizo
    22h30 - Black Bombaim
    00h15 - Faca Monstro
    01h45 - Tony from Eustachian
    03h - Captain Ahab
    03h45 - Sickboy
    04h45 - MEGABASS

Palco Milhões

    18h45 - Plus Ultra
    20h15 - The Glockenwise
    21h45 - Men Eater
    23h15 - Valient Thorr
    00h45 - Electric Wizard

Dia 24:

Piscina

    15h - Lululemon
    15h40 - Throes
    16h20 - Feia Medronho
    17h - Marçal dos Campos
    17h40 - Fabulosa Marquise
    17h40 - os yeah!

Palco Vice

    18h - Aspen
    19h30 - Cavalheiro
    21h - Hype Williams
    22h30 - ALTO!
    23h15 - André Granada
    00h45 - Gold Panda
    01h30 - Hounds Of Hate
    02h45 - Crisis
    03h30 - Concorrência
    04h45 - Bandido$
    04h45 - Xinobi

Palco Milhões

    18h45 - Long Way To Alaska
    20h15 - Appaloosa
    21h45 - PAUS
    23h15 - The Fall
    01h30 - El Guincho

Dia 25:

Piscina

    15h - Dreams
    15h40 - Sunflare
    16h20 - Tigre Deficiente
    17h - The Shine
    17h40 - Andamento DJs

Palco Vice

    18h - Riding Pânico
    19h30 - The Ghost Of A Thousand
    21h15 - Bo Ningen
    23h00 - ZA!
    00h45 - Monotonix
    03h - Crystal Fighters
    04h - South Rakkas Crew - DJ Set

Palco Milhões

    18h45 - Extraperlo
    20h15 - Year Long Disaster
    22h00 - Karma To Burn
    23h45 - Toro y Moi
    01h45 - Delorean

Festão mínimo garantido!

 

Milhões de Festa

Goldfrapp no Coliseu de Lisboa em Setembro

A electrónica sexy do duo britânico Goldfrapp sobe ao palco do Coliseu de Lisboa, dia 22 de Setembro, para apresentar o novo álbum, Head First, editado em Março deste ano.

 

 

BILHETES À VENDA AMANHÃ, 22 DE JULHO, ÀS 10H00

 

PLATEIA EM PÉ * 30,00 EUROS

CAMAROTE 1ª (FRENTE) * 35,00 EUROS

CAMAROTE 1ª (LADO) * 32,00 EUROS

CAMAROTE 2ª (FRENTE) * 32,00 EUROS

CAMAROTE 2ª (LADO) * 30,00 EUROS

Música no Coração Reconhece Falhas no Meco

 

Três dias de música no Meco e muita complicação nos acessos ao festival. Em tempo de balanço, a Música no Coração, organizadora do Super Bock Super Rock - que recebeu 78 mil pessoas durante o evento - diz-se satisfeita com os resultados, que "ultrapassaram as expectativas" mas mostra também consciência dos maiores problemas apontados pelo público.

 

"Enquanto promotores do Festival, não podemos deixar de reconhecer alguns dos aspectos menos positivos apontados pelo público, sendo o mais relevante a dificuldade de acesso ao recinto no último dia", lê-se no comunicado enviado na tarde desta terça-feira às redacções.

 

O texto foca ainda outros aspectos que valeram algumas críticas à organização: "Reconhecemos ainda ser necessário aumentar e melhorar algumas condições do Festival, nomeadamente na zona de Campismo e a intensidade do pó que se fez sentir, sendo que foi reforçada a rega ao longo dos três dias de Festival." Por tudo isto, a Música no Coração, que se diz receptiva a todas as sugestões, avança ainda estar já a preparar as próximas edições do festival, contemplando melhorias. "Estamos atentos a definir as medidas que nos permitem melhorar para o futuro e estamos desde já a trabalhar para que a edição de 2011 seja tão ou mais memorável do que a edição deste ano."

 

 

fonte: correio da manhã

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D