Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

Saudades do Verão

Começa hoje o Outono. Recorro às Breeders para combater as saudades do verão:
The Breeders-Saints

I like all the different people
I like sticky everywhere
Look around, you bet I'll be there!
Hot metal in the sun
Pony in the air
Sooey and saints at the fair

Saints alive you're saying
Walk in ... squares
The hid are out, out for the year
It's a lot of face
A lot of crank air
Eroding around here

Summer's ready
Summer is ready when you are

James Murphy (LCD Soundsystem) no Lux Hoje

James Murphy + Tiago Miranda + Yen Sung + DJ Glue

O nome James Murphy pode, à partida, não dizer muito. Mas os mais atentos sabem que se trata do nome verdadeiro do mentor do projecto LCD Soundsystem. E sabem também que as suas actuações têm por hábito ultrapassar as expectativas mais altas. Murphy vai estar no Lux, em Lisboa, para comandar o serão de 18 de Setembro.
Murphy tem tantas credenciais como produtor que chegou a ser chamado de "Pharrell Williams do punk-funk". Mas tentar colocar-lhe uma etiqueta é tarefa capaz de dar nós na cabeça de qualquer um - e juramos que ele se diverte com isso. Dentro da sua música há indie, há rock, há batidas e há linhas de baixo demasiado sedutoras para serem apenas uma coisa.

No ano passado, James Murphy lançou, juntamente com o baterista Pat Mahoney, a sua contribuição para a série de discos de remisturas editada pelo clube londrino Fabric. É esse registo que dá o mote para esta digressão conjunta, que visita o Lux depois de passar por Nova Iorque (a cidade que viu nascer as famosas festas Special Disco Version, prontas a decalcar para o clube lisboeta) e antes de se instalar no próprio Fabric.

in público

O Regresso dos Cut Copy

De acordo com o site XLR8R, os Cut Copy actuam a 13 de Novembro no Lux e no dia seguinte na Casa da Música.

Se as datas se confirmarem, este é o regresso da banda a Portugal, depois da enorme estreia no último Sudoeste. Recorde-se que no dia 13 de Novembro, Boys Noize actuará no Lux numa iniciativa que celebra os 10 anos da discoteca.

Herman José Explica

Com o devido agradecimento ao amigo Junqueira que estava a ver televisão e partilhou via mail este momento que merece ser afixado junto a todos os recintos que recebam concertos:
(estava a cantar e a tocar guitarra e o público começou a bater palmas ao ritmo)

"NÃO QUERO PALMAS!"

"As palmas estão para a música como o pé de atleta está para a zona interdigital dos pés... é impossível ir a um ginásio sem apanhar pé de atleta, como é impossível dar um espectáculo sem que o povo comece a bater palmas".

Vénia, grande Herman.

U2 em Portugal. Mesmo.

Nuno Brancaamp, da produtora Ritmos & Blues, confirma ao JN actuação dos irlandeses em Portugal, mas diz que os bilhetes à venda num site holandês são uma burla.

"Haverá concerto dos U2, mas não é o que está à venda naquele site. É tudo mentira", sublinhou o responsável. "É preciso que as pessoas saibam que esses bilhetes são completamente falsos e que estão a ser enganadas", adiantou ainda, frisando que a banda ainda não divulgou a agenda oficial da digressão.

Madonna @ Parque da Bela Vista: Desilusão


( foto de Rita Carmo - blitz )

O termo de comparação é a passagem de há poucos anos no Pavilhão Atlântico, e partindo desta base é fácil concluir já que a noite de ontem soube a pouco, e até a desilusão.
Madonna acabou de entrar nos 50 anos e faz questão de mostrar em palco que continua fresca fisicamente e com os dotes de bailarina/coreografa inatacáveis.
O problema está mesmo na música. E dando já o natural desconto de estarmos perante o auge do que de melhor o glamour da pop tem para nos dar, que como se sabe assenta mais na imagem do que no som, é preciso dizer que as canções de Madonna ao vivo conseguem perder em quase todos os aspectos para aquilo que se conhece dos registos de estúdio.

Já se sabe que nos dias de hoje a internet manda e concertos deste já não surpreendem ninguém que tenha espreitado, e até ouvido, os concertos anteriores desta digressão. Ontem o alinhamento não sofreu um único desvio e comprovou-se que as roupagens mais dançantes que Madonna resolveu dar a todos os temas, até os mais clássicos, descambam perigosamente na fronteira entre a batida dance e o ambiente de uma feira ao pé dos carrinhos de choque.
Depois há a aposta na imagem de cantora rock com a pose clássica de guitarra na frente do palco. Não é por maldade que escrevo que a senhora já não tem idade para andar ali a brincar ao air guitar, é apenas uma constatação. Acaba por ser ridículo ver Madonna a fingir que toca.
Mais grave é a sensação que invade a multidão que encheu completamente o Parque da Bela vista quando se ouve a voz de Madonna nas colunas enquanto ela em palco está a dançar sem estar a cantar. O fantasma de Britney Spears no Rock in Rio pairou por ali uns largos minutos.
Junte-se o efeito de sonolência provocado nas várias pausas disfarçadas com longos vídeos, ou a passagem de microfone a terceiros.

De resto o ritual foi cumprido, uns acenos para Lisboa e Portugal, alguns momentos bem conseguidos a nível gráfico e visual nos efeitos de palco, um som fabuloso a encher o recinto, ecrans bem distribuídos para que ninguém ficasse sem saber o que se passava lá em baixo no palco, e uma multidão de 75 mil pessoas sedenta de mega concertos a rejubilar em comunhão a passagem do ícone mais emblemático da pop.

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D