Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

The Raveonettes Hoje no Alquimista

Hoje é noite de Raveonettes no Santiago Alquimista.
O duo dinamarquês estreia-se em Lisboa e apresenta o seu novo álbum " Lust, Lust, Lust".
O site da sala Santiago Alquimista apresenta o percurso da banda:
Com estilo, confiantes e ligeiramente ameaçadores, assim são Sune Rose Wagner e Sharin Foo, os dois Raveonettes, que em 2003 lançaram o primeiro longa-duração "Chain Gang Love". Apoiado no single "That Great Love Sound", o álbum foi um sucesso imediato junto do público e da crítica especializada, que o comparou ao lendário "Psychocandy" dos The Jesus and Mary Chain.

Seguiram-se dois anos de intensa digressão e um novo álbum em 2005. "Pretty in Black", conta com colaborações notáveis, fruto do sucesso que a banda alcançou. A bateria em quatro das músicas ficou a cargo de Moe Tucker, mítica baterista dos Velvet Underground. Em "Ode to L.A." a voz ficou a cargo da inigualável Ronnie Spector, vocalista das The Ronettes, responsáveis na década de 60 pelo mega êxito "Be My Baby".

Abertura de portas: 20h30
Inicio: 21h30

One Llama

Start with a favorite song or artist and discover new music. Listen to what other Llamas love. And then share it with your friends.
É este o conceito do site One Llama. Damos o nome de uma banda que gostamos e ficamos com várias ramificações à nossa disposição. Cada sugestão dá a possibilidade de ouvirmos um pouco do tema. É um caminho sem volta.
Comecei com os The National e cheguei a Animal Colective via Hal!
Viciante!
Link: One Llama

Mari Boine na Culturgest: A Beleza Sami

Os sons da cultura Sami apresentados, e guiados, pela voz de Mari Boine em hora e meia de pura beleza, e perfeita harmonia entre músicos e uma das vocalistas nórdicas mais interessantes da actualidade. Um concerto fantástico que encantou todos os que compareceram na sala da Culturgest.

O facto de sabermos que Mari Boine é uma figura altamente respeitada por ser a voz de um povo que já anda nesta vida há muitos anos, e o contacto com os vários discos nos mostrarem um registo tão concentrado como encantador, faria perspectivar uma presença mais discreta em palco. Mas na verdade Mari Boine apresenta-se com uma alegria contagiante, um sorriso que não deixa dúvidas, e tanto cruza os braços de olhos fechados para nos presentear com os seus agudos delicados a misturar entre os restantes instrumentos, como larga o microfone para dançar levemente pelo palco fora, ou até dar uma ajuda ao baterista Gunnar A.

Em inglês se foi explicando, e com a ajuda de uma cábula fez questão de traduzir títulos de canções como foi o caso da excelente «Eagle Brother».
A química com a plateia foi crescendo, e atingiu o auge quando Mari desafiou a sentada plateia para dançar. O público não chegou a levantar-se mas no fim prestou-lhe calorosa ovação.

Este é um dos casos em que a música vale por si só, as letras não são perceptíveis por nós, mas a harmonia entre a vocalização e os instrumentais é absoluta. Sabemos que essa harmonia representa a cultura do povo Sami que hoje se espalha por quatro países nórdicos, Noruega, Suécia, Finlândia e Rússia, e que Boine é a porta voz do canto yoik da Lapónia. É uma experiência enriquecedora, não muito diferente do que acontece quando vemos os Sigur Rós ao vivo, e que nos faz querer conhecer o novo disco «Idjagiedas».

Noite memoravel na sala da Culturgest, que não encheu, em que Mari Boine brilhou e nos encantou com a sua voz, e simpatia, muito bem acompanhada por excelentes músicos.

Mari Boine Amanhã em Lisboa

A não perder amanhã à noite no Grande Auditório da Culturgest o concerto de Mari Boine. O concerto de amanhã será baseado no seu último álbum Idjagiedas (“Na mão da noite”), editado em Agosto de 2006, por alguns considerado o seu melhor disco.
Tudo sobre o concerto para acompanhar na página da Culturgest.
Hoje Mari Boine actua no Teatro Municipal da Guarda.

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D