Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

Rocky Marsiano Hoje no Casino de Lisboa.

O regresso do projecto de D-Mars justifica todo o destaque por isso partilho aqui a divulgação do HdB a propósito do concerto de logo à noite:

O projecto Rocky Marsiano regressa na próxima segunda-feira aos concertos em Lisboa, com uma passagem pelo Casino que se adivinha especial: não só há um álbum novo no horizonte e portanto novo material que deverá ser executado neste concerto, como a estrutura humana foi maximizada, como D-Mars explica na pequena entrevista que o HdB lhe fez. O colectivo Rocky Marsiano tornou-se um caso sério dentro da nossa cena musical no último ano e meio, quando a transposição de "The Pyramid Sessions" foi feita para os palcos: os concertos apoiam-se na longa tradição de improvisação do jazz, mas são igualmente comandados pelas estruturas que D-Mars conjura na sua MPC. Da mistura dessas duas vertentes tem nascido música entusiasmante. Essas experiências serão condensadas no próximo álbum de Rocky Marsiano em que D-Mars tem estado a trabalhar a partir de Amesterdão, onde actualmente reside.
O projecto Rocky Marsiano transformou-se e ganhou uma nova dimensão em palco. Como tem sido trabalhar com músicos como estes?
Tem sido fantástico para mim. O Rodrigo Amado, o André Fernandes, o T One e o Ride têm sido verdadeiros "companheiros de estrada". Sem a sua entrega, Marsiano ao vivo não seria tão interessante.
O que podem as pessoas esperar deste concerto no Casino? Há algum material novo?
Este concerto terá muitas novidades. Pela primeira vez vou ter duas guitarras, um saxofone, um vibrafone, a MPC, o Ride e, como convidado especial, o Melo D na voz. Em termos de repertório, vou estrear alguns temas do meu futuro álbum. E, claro, o improviso estará sempre presente...
O álbum "Pyramid Sessions" foi muito bem aceite pela crítica. Dois anos depois, como olhas para esse disco?
Com muito orgulho. Foi um álbum sentido. Quero com isto dizer que não foi um álbum no qual não me preocupei em demasia com os vários aspectos mais detalhados da produção. Por isso tem uma aura bem crua e uma certa "imperfeição" genuina.
O HdB sabe que estás a preparar novo material: quando podemos esperar um novo álbum de Rocky Marsiano?
Quando estive em Amesterdão durante o mês de Março produzi numa semana o que será o esqueleto do segundo álbum. Agora estou a trabalhar em outros temas. Portanto, se tudo correr bem, o álbum deve sair depois do Verão.
O facto de estares a viver na Holanda está a influenciar o trabalho nos novos temas?
Obviamente. Toda a ambiência que me rodeia em Amesterdão é propícia para a criatividade.
Que tipo de pesquisa fazes quando estás a trabalhar em temas de Rocky Marsiano? Vais a lojas em específicas, procuras discos de jazz de alguma época em particular?
Acredito muito no acaso. A maneira como vou "à caça" de samples é semi-organizada. As lojas costumam ser as mesmas. Vou atrás de certas secções e depois passo-as a pente fino com a esperança de descobrir sons novos. Por isso levo o meu tempo, sem pressas.
O facto de teres uma história tão longa com o Hip Hop influenciou a tua visão do jazz?
A minha relação com a cultura-mãe influenciou todos os aspectos da minha vida. A visão que tenho do jazz é 100% influenciada pelo facto de o Hip-Hop ser a minha cultura. Descobri o Jazz através do Hip-Hop.
Quem são os teus produtores preferidos?
Sem qualquer lógica na ordem (excepto o Premier...): Premier, Dre.(especialmente nos anos 80), Pete Rock, Marley Marl, RZA, Alchemist, Showbiz, Ummah, Dungeon Family, Reverso 68.
E agora, a fase nerd da entrevista: compras discos com regularidade?
Sempre que posso.
Quantos discos tens?
Nunca fiz a contagem. Não são muitos, mas são suficientes,
Costumas comprar discos só por causa dos samples? Dá-nos um par de exemplos.
Quando estou numa fase criativa compro bastantes discos só pelos samples. Já me aconteceu comprar uma compilação da Verve só por causa de uma única flauta. Era a flauta que usei no "Hold of Me".
Qual foi o máximo que já pagaste por um disco?
25 euros. Não era capaz de gastar mais de 30 euros num disco. Sem nenhum motivo profundo, apenas por uma quastão de teimosia. Mas nunca se sabe se um dia vou deparar-me com um disco pelo qual era capaz de mudar essa norma...
Qual o teu local favorito para comprar discos?
A loja Wax Well Records em Amsterdão.
Tens algum segredo ou alguma técnica quando fazes diggin?
Ter tempo e muita paciência. Não ir atrás do óbvio primeiro.

O Grande Regresso dos Black Rebel Motorcycle Club

Chama-se "Baby 81", e é o 4º disco na carreira dos Black Rebel Motorcycle Club. Depois de uma estreia com dois discos que chegaram para convocar uma vasta legião de fãs, os BRMC perderam gás no último disco editado, menos rock mais folk em "Howl".
Chegou o momento do regresso e da vingança sobre todos aqueles que acharam que a banda tinha perdido a orientação certa dentro do rock. Baby 81 é um grande disco de rock'n roll e é mais um título que vem enriquecer a bela colheita que está a ser este ano de 2007.
O novo disco dos Black Rebel Motorcycle Club é imperdível.

The Mix Up

É este o nome do novo disco dos Beastie Boys,banda que brevemente vem a Portugal.
Segundo Mike D, este será um disco muito diferente em relação ao último editado em 2004, com aproximações ambientais aos primeiros lp's de dos fins de 80, início dos anos 90.
Aqui fica o alinhamento:
'Be For My Name'
'14th St.Break'
'Suco De Tangerina'
'The Gala Event'
'Electric Worm'
'Freaky Hijiki'
'Off The Grid'
'The Rat Cage'
'The Melee'
'Dramastically Different'
'The Cousin Of Death'
'The Kangaroo Rat'

1 Ano de Grandes Sons!

Num instante passou um ano desde a tarde em que resolvi abrir este espaço dedicado à música.
Na altura a promessa que fiz a mim mesmo foi unicamente de manter este blogue vivo,e actualizado.
Durante o último ano este cantinho foi alvo de actualizações diárias. Todos os dias se falou aqui de discos novos, e antigos, capas, saldos, concertos vistos, e concertos que estão para vir, destacaram-se revistas, e outros blogues, sempre de maneira subjectiva.
Neste espaço de 1 ano o contador do blogue assinala mais de 52 mil visitas, muitos deixam comentários, outros colocam questões, e há também quem prefira enviar e-mails.
A todos estes generosos leitores deixo o meu agradecimento por visitarem este humilde espaço, e a promessa de (pelo menos) mais um ano de Grandes Sons!

Pág. 6/6

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2006
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D