Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

Vodafone Mexefest, Dia 1 : Franceses Conquistam Coliseu

O último festival do ano arrancou na Avenida da Liberdade em noite de frio suportável com nova disposição de salas, muita oferta musical e com várias aclamações públicas para contar. Destaque para Savages e Woodkid com triunfos diferentes no recém-chegado ao cardápio Coliseu dos Recreios que não deixou ninguém ficar à porta.

O conceito já não é novidade para ninguém e não necessita de explicação, o festival que começou por ser «Em Stock», entretanto conheceu novo nome e patrocinador, criou a tradição de transformar a Avenida da Liberdade numa festa cheia de opções musicais diferentes que marca o final do ano em termos de festivais. Desta vez uma semana mais cedo do que é habitual o Vodafone Mexefest voltou a atrair muito público que manteve as principais salas do evento quase sempre cheias.

 

Com cinco edições já realizadas é natural que se compare de ano para ano o cartaz e a logística. No rescaldo desta primeira noite há três conclusões que saltam à vista; o upgrade para a sala do Coliseu foi uma decisão acertada, a Avenida aparenta ter menos festivaleiros e não houve ainda um concerto inesquecível que se junte aos melhores de edições passadas.

 

O facto de não haver concertos no Teatro Tivoli esvazia aquele eixo com o Cinema São Jorge que costuma servir de centro de operações. Depois descendo a Avenida o tráfego passou a ser mais intenso pela esquerda e na rua de São José desfazendo aquele quadrado que se formava com as salas do Maxime ou Ritz do lado da Praça da Alegria. É esta a explicação para uma aparente menor adesão ao festival. Mas é mesmo só aparente porque a enchente no Coliseu por alturas do concerto de Woodkid prova bem o contrário.

 

Os vencedores da noite aos olhos do público foram franceses. A gaulesa Jehnny Beth liderou as companheiras londrinas naquele que foi o melhor concerto da noite, como era esperado, e Yoann Lemoine teve uma recepção incrível por parte de um público que encheu o Coliseu e acarinhou o projecto Woodkid calorosamente e de forma algo surpreendente até mesmo para os músicos.

O concerto de Woodkid foi de tal maneira bem sucedido que não deve tardar um regresso em nome próprio. O jogo de luzes, o videowall como cenário, a percussão e os sopros, um ambiente simples a preto e branco , tudo isto contribuiu para uma reacção eufórica de um público que elege «The Golden Age» como um dos melhores discos do ano. Musicalmente a fórmula nem é entusiasmante, as canções repetem os truques, há momentos aborrecidos que depois são compensados com escaladas sonoras que acabam em alta rotação dançante. O público adorou.

Já as Savages cumpriram o que se esperava,  fazem render o disco «Silence Yourself» com a sua atitude agressiva pós-punk explosiva mas ficaram longe da actuação que assinaram no Primavera Sound no Porto.

 

Também os Wavves já brilharam no Parque da Cidade do Porto e agora beneficiaram do fim do concerto das Savages para terem uma generosa plateia no castiço espaço de pavilhão desportivo da Sala do Ateneu Comercial de Lisboa. Rock em jeito de festa de liceu em fim de período, regresso feliz de Nathan Williams ao evento e ao nosso país.

 

Desta primeira noite ficam também outros concertos bem conseguidos e acolhidos. Márcia a defender bem no palco do São Jorge um dos melhores discos editados por cá este ano e com a ajuda de Samuel Úria em alguns temas ficando para o dueto com António Zambujo na canção «A Pele Que Há Em Mim» um dos melhores momentos da noite, enquanto o parceiro original, JP Simões, cumpriu bem a sua chamada de última hora para render os John Wizards na Estação do Rossio.

Um John que não faltou à chamada, o Grant, arrebatou a sala maior do Cinema São Jorge com um concerto de uma hora onde se mostrou em grande forma e com pena de não tocar mais tempo. Depois daquele final com uma poderosa versão de «Queen of Denmark» pedia-se mais.

 

Entre várias propostas a determinado ponto da noite arriscámos a visita à Casa do Alentejo em busca de ritmos quentes a contrastar com o frio da rua e encontrámos o irresistível balanço cubano dos Combo Nuevo Los Malditos que prendeu todos os curiosos que por ali passavam. Festa de arromba com dança e suor até ao fim. Mais tarde aconteceu ali o concerto mais feliz e cativante da noite, os argentinos La Yegros não quiseram saber de tendências hipsters que rodeavam a sala e apresentaram o excelente disco «Viene de Mi» de forma festiva. Conduzidos por Mariana Yegros, a banda mostrou que pode fazer maravilhas em festivais de verão dedicados a músicas do mundo. Quem teve a sorte de por ali passar aquela hora não os esquecerá.

 

in Disco Digital

U2 - Ordinary Love

A banda irlandesa lançou na sua página pessoal do Facebook o novo single "Ordinary Love", que integra a banda sonora do novo filme sobre Nelson Mandela Long Walk to Freedom, em estreia mundial no próximo dia 29 de novembro. "Ordinary Love" é uma das músicas inéditas que a banda compôs para o novo álbum que será lançado no próximo ano, rompendo o interregno feito desde 2009, data em que os U2 lançaram o seu último álbum No Line on the Horizon.

U2 em Vídeo Inédito de Um Festival em 1983

Em 1983 aconteceu nos Estados Unidos da América a segunda e última edição do US Festival, evento organizado por Steve Wozniak, um dos fundadores da Apple junto com Steve Jobs. A derradeira edição aconteceu em San Bernardino, na Califórnia, e contou com 670 mil espectadores divididos em quatro dias de festa, o dia do country, da new wave, do heavy metal e do rock. Apesar de contar com grandes atracções como The Clash (último concerto com Mick Jones), INXS, Stray Cats, Ozzy Osbourne, Van Halen, David Bowie e The Pretenders, o US Festival (cujo nome não tem nada a ver com “United States”, mas sim “Us” de “nós”) deu um prejuízo de quase 700 mil dólares a Wozniak e teve duas mortes.

 

Uma das bandas que também tocou por lá foram os U2 e um videoclipe inédito da performance de “Sunday Bloody Sunday” acabou de ser disponibilizado via Rolling Stone como forma de divulgar um DVD chamado US Festival 1983: Days 1-3, que terá um apanhado dos melhores concertos que aconteceram no fatídico final de semana. O trabalho será lançado a 3 de Dezembro e você pode assistir ao vídeo dos U2 logo abaixo.

 

Pág. 1/3

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

grandes sons de 2017

agenda

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D