Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

Grandes Sons o Blog da Semana para o Cotonete


O Grandes Sons foi eleito como Blog da semana no Cotonete.
É uma iniciativa interessante que tem como objectivo destacar semanalmente projectos que o Cotonete ache merecedores de divulgação entre aqueles que se dedicam à cultura musical.
No fim de cada mês os blogues seleccionados são votados pelos leitores do Cotonete a fim de apurar o melhor do mês numa rubrica chamada Golden Blog:
A descoberta de música e a partilha dos melhores sons com todos os viajantes online merece um devido reconhecimento. O Cotonete Golden Blog pretende elogiar, todos os meses, o melhor Blog do mês, de todos os eleitos, todas as semanas, na área Blog da Semana.
Esta semana foi o Grandes Sons e eu agradeço o destaque saudando e elogiando o pessoal que trabalha no Cotonete.
Bem hajam.

Discos Soul Jazz a preço de saldo

O Crónicas da Terra anuncia e eu divulgo estes interessantes saldos:

Discos Soul Jazz a preço de saldo na VGM (em Lisboa), até dia 10 de Outubro

A loja de discos VGM, que possui dos mais interessantes fundos de catálogo ao nível de música étnica, clássica, antiga e jazz, situada na Rua Viriato 12, em Lisboa (mesmo em frente ao edifício do Jornal Público), propõe a todos os seus clientes melómanos reduções entre 25% e os 52% em todos os títulos (editados até ao final de 2008) dos seguintes catálogos: Soul Jazz, World Circuit, Crammed Discs, World Music Network, Demon Music group, Sterns, Asphalt Tango, Dreyfuss Music, Network Medien, Roir, Ponderosa, Park,Topic, Alia Vox, Essay Recordings, Chesky, Arion, Knitting Factory, Nocturne, Sundance, Mr.Bongo, Materiali Sonori, Music and Words, Felmay, Picwick, Oriente, BMC, Cypres, Effendi, Magda, Voices Me, Sterns, Weatherbox e muitos outros, num total de mais de 150 etiquetas.

Jordi Savall, Peter Hammill, Hector Zazou, Bassekou Kouyaté, Buena Vista Social Club, Orquestra Baobab, Fanfare Ciocarlia, Etran Finatawa, Kroke, Cibelle, DJ Dolores, Shantel, Boom Pam, Bembeya Jazz, Waterson Carthy, Maddy Prior, Steelye Span, são alguns dos artistas cujas obras discográficas poder ser adquiridas a preços simpáticos, até ao próximo dia 10 de Outubro.

Green Day no Pavilhão Atlântico: Lisboa a Arder


(foto IOL Música- Manuel Lino)

Não durou as prometidas 3 horas mas foi um concerto arrebatador, o dos Green Day, em que Billie Joe Armstrong brilhou e fez brilhar a juventude portuguesa representada por alguns miúdos que subiram ao palco para o momento das suas vidas.
Cai na perfeição o título que os U2 imortalizaram: «Even Better Than The Real Thing»! Foi o que sentiram dois fãs que deram muito boa imagem da nossa gente. Um subiu ao palco para cantar na vez de Billie e mostrou o porquê do sucesso de tanto concurso de imitações nas nossas televisões. Há talento. E ainda mais surpreendente foi a parte final do concerto quando um outro fã aceitou o desafio de tocar a guitarra do líder dos Green Day em «Jesus of Suburbia». Saiu-se lindamente! Foi como jogar o famoso simulador de consolas Rock Band mas em cima de um palco! Inesquecível para estes rapazes, surpreendente para a imensa plateia que lotou o Atlântico.Terão passado pelo palco perto de uma dezena de fãs resgatados pelo vocalista às primeiras filas. Cantaram, e abraçaram o irrequieto Billie que mostrou não ter medo da Gripe A estimulando o contacto físico com os seus fiéis.

Os Green Day começaram em Portugal a digressão europeia apresentando muito boa forma e aparato visual em palco de respeito. Muitas explosões, muita chama quente, cenários graficamente mutantes e um alinhamento em jeito de revisão que mesmo assim não pôde satisfazer todos os fãs ao deixar de fora «When I Come Around», ou «Wake me Up When September Ends», por exemplo.

Teria sido um concerto ainda mais convincente se não tivessem anunciado uma maratona de três horas seguidas de música que afinal foram encurtadas em 45 minutos. Se os longos momentos passados com o público a replicar os famosos «EHHH OOOHHH» vindos do palco contarem como uma espécie de anti-jogo então teremos que dizer que o tempo útil de concerto ficou abaixo das duas horas, e muito longe das três prometidas.

De qualquer maneira foi um bom concerto com momentos musicais marcantes numa sintonia impressionante entre palco e plateia e uma prova de vida de uma banda que atingiu o auge no já distante ano de 1994 mas que soube manter-se perto das franjas mais novas de fãs através de singles em famosos jogos de consolas, ou em bandas sonoras de filmes consumidos por adolescentes, renovando sempre assim a sua base de fãs. Apesar de já estarmos no Outono a noite foi de Verão e as muitas dezenas de fãs que acamparam de véspera nas imediações do Pavilhão agradecem o tempo ameno.

Green Day no Atlântico: Alinhamento

1. Song of the Century
2. 21st Century Breakdown
3. Know Your Enemy
4. East Jesus Nowhere
5. Holiday
6. The Static Age
7. Before The Lobotomy
8. Are We The Waiting
9. St. Jimmy
10. Boulevard of Broken Dreams
11. Hitchin' A Ride
12. Iron Man [Black Sabbath]/Master of Puppets [Metallica]/You Really Got Me [The Kinks]
13. Brain Stew
14. Welcome To Paradise
15. Longview
16. Basket Case
17. She
18. King For A Day/Break On Through (To The Other Side) [The Doors]/(I Can't Get No) Satisfaction [The Rolling Stones]/Shout [The Isley Brothers]
19. 21 Guns
20. Minority

Encore 1
21. American Idiot
22. Jesus of Suburbia

Encore 2
23. Last Night On Earth
24. Good Riddance (Time of Your Life)

Bilhetes para o concerto dos U2 entre 35 e 155 euros

O preço dos bilhetes para o concerto dos U2 em Coimbra deve variar entre os 35 e os 155 euros, avança o Correio da Manhã.
Os bilhetes serão postos à venda «em breve, mas nunca este mês», adiantou ainda Nuno Braancamp, responsável da Ritmos & Blues, a empresa promotora do espectáculo. O concerto de Coimbra será o quinto dos U2 em Portugal, depois das actuações em Vilar de Mouros (1982), no ex-estádio de Alvalade, em 1993 e 1999, e no Alvalade XXI, em 2005.

Nuno Braancamp revelou ainda que a banda acedeu a que o concerto se realizasse num fim--de-semana. A escolha de Coimbra explica-se por ser «o palco ideal», já que a geografia da cidade permite «que as pessoas se desloquem com facilidade quer do Norte quer do Sul do País».

O promotor espera também a presença de muitos espanhóis, concretamente da Galiza, já que a única cidade do país vizinho onde os U2 vão actuar é Sevilha (29 de Setembro).

Comissão Europeia quer limitar volume nos leitores de música portáteis

A Comissão Europeia quer limitar o volume nos leitores de música portáteis, medida que tem como objectivo proteger da surdez parcial um universo estimado em dez milhões de pessoas, mas o processo pode demorar dois anos até entrar em vigor.

Segundo dados hoje divulgados pelo executivo comunitário, em Bruxelas, "calcula-se que podem correr este risco [de surdez parcial] cerca de dez milhões de pessoas". A Comissão Europeia precisa que "entre cinco e dez por cento dos utilizadores destes aparelhos correm o risco de ficarem parcialmente surdos", tratando-se de pessoas que "ouvem música mais de uma hora por dia num volume muito alto".

A comissária europeia para os Direitos do Consumidor, Meglena Kuneva, sublinhou ser "fácil fazer subir o volume do MP3 até níveis que são prejudiciais, sobretudo na rua e nos transportes públicos".

A comissária acrescentou ainda que "os dados mostram que especialmente os jovens que ouvem música muito alta e, por vezes, várias horas por semana, não têm a menor ideia de que estão a pôr em risco a sua capacidade de audição".

A Comissão Europeia propôs hoje ao Cenelec, organismo responsável pela elaboração de normas da União Europeia, que redija novas normas de segurança técnica para os leitores de música portáteis, incluindo os telemóveis, que abarcarão apenas os aparelhos produzidos após a entrada em vigor.

No processo de elaboração de normas pelo Cenelec participarão especialistas, a indústria, associações de consumidores e outras partes interessadas, podendo durar dois anos.

Bruxelas sublinha que a utilização segura dos dispositivos depende do tempo de exposição e do volume. A 80 decibéis, a exposição semanal ao ruído deve limitar-se a 40 horas, mas a 89 decibéis não deverá exceder as cinco horas.

Calcula-se que, na União Europeia, entre 50 a 100 milhões de pessoas ouvem diariamente música através de um dispositivo portátil. Nos últimos quatro anos, Bruxelas estima que tenham sido vendidos entre 184 e 246 milhões de reprodutores portáteis de música, dos quais entre 124 e 165 milhões são leitores de mp3

Pág. 1/8

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

grandes sons de 2017

agenda

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D