Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Grandes Sons

Um pouco de música todos os dias. Ao vivo, em vídeo, discos, singles, notícias, fotos. Tudo à volta do rock e derivados.

Grandes Sons

No Direction Home, Documentário Hoje na Tv2



Com um bom timming, a TV2 passa hoje à noite o documentário No Direction Home filmado por Martin Scorsese sobre Bob Dylan. Na semana em que sai o novo disco de originais do cantor americano a RTP dá-nos uma boa razão para fazermos serão em casa.
Hoje às 23h10 dá a parte 1.

in RTP.pt

O encontro de um dos maiores cineastas em actividade, Martin Scorsese, com uma lenda viva da música, Bob Dylan

O primeiro documentário de longa-metragem sobre a vida de Bob Dylan realizado por Martin Scorsese.

Trata-se de um documento fantástico sobre o cantor e autor que abrange praticamente toda a década de 60. Uma biografia fascinante, com imagens inéditas e entrevistas a cantores e artistas que interagiram com Bob Dylan no seu trajecto de musico “folk” a cantor de protesto. Com o toque e a visão de Scorsese, este documentário não se limita a ser apenas a vida de uma estrela do rock. Transforma-se antes num extraordinário retrato musical e social de uma época única do século 20. Uma obra muito premiada e exaltada em todo o mundo.

Depois Queixem-se dos Mp3 (parte 2)

Depois de ter comentado aqui o atraso da chegada do novo cd dos Outkast às nossas lojas, descubro pelo DN que o novo disco de Bob Dylan só chegou cá ontem: uma troca fez com que lote dos discos enviados para Portugal pela editora Sony-BMG acabasse em Espanha e vice-versa.

Nasce o Triângulo Escaleno@Química FM

A ideia não é nova. Em 2003 na rádio Voxx esteve no ar a "Operação Drunfo", programa de 2 horas idealizado por mim, e pelo amigo Vítor Junqueira. A experiência foi gratificante e deixou saudades. A Voxx finou-se, e o panorama radiofónico é a pasmaceira que se sabe.
Agora surge um novo projecto que já promovi ontem. É na Química FM que acontece o regresso às ondas hertzianas da dupla de autores dos blogues Grandes Sons e do Juramento Sem Bandeira.

Triângulo Escaleno é o nome desta nova aventura, vai para o ar aos domingos das 21h às 23h.
Aqui fica a sinópse:

Juntam-se dois amigos e convidam um terceiro para lhes fazer companhia todos os domingos à noite, para falar de si e da música que o rodeia. Ao longo de duas horas, ouve-se e fala-se de música no plural, argumenta-se, ensaia-se e desmistificam-se os meandros mais obscuros e mais solarengos da música popular destes e de outros dias, fazem-se piropos e declarações de ódio, fala-se da actualidade e apresenta-se a semana de palcos que aí se inicia. E o triângulo que se senta à mesa é escaleno, em prol da diversidade angular, contra a uniformização, contra os triângulos isósceles e outras figuras geométricas de lados e ângulos sempre iguais que teimam em invadir os nossos ouvidos.

Triângulo Escaleno é realizado por João Gonçalves e Vítor Junqueira, que se conheceram em 98, na Musicnet, quando um colaborava e o outro dirigia aquele projecto entretanto extinto. João colabora actualmente com o Disco Digital e com a Mondo Bizarre. Vítor escreveu em 2004 a biografia dos Mão Morta, "Narradores da Decadência", e colabora com a Mondo Bizarre.

Blogue: triangulo-escaleno.blogspot.com
Mail: trianguloescaleno@gmail.com

Nasce Uma Nova Rádio

QUÍMICA FM
PAIXÃO, INDEPENDÊNCIA, MILITÂNCIA


No dia 1 de Setembro de 2006 nasce, no concelho de Cascais, um projecto de rádio ímpar no panorama actual da Grande Lisboa.
A Química FM, que emite em 105.4 FM, é um projecto financeira e esteticamente independente, motivado pelo prazer de fazer e ouvir rádio.
É uma rádio feita por pessoas, e não uma máquina de alinhar discos.
A Química FM ocupa, tanto fisicamente como no éter, o espaço que pertence à CSB Rádio.
Nasce, sobretudo, da vontade e da necessidade urgente de devolver à área da Grande Lisboa o amor pela rádio feita por gente apaixonada por música e pela nobre arte de comunicar.
Nasce, desde logo, desalinhada da ditadura da formatação que se abateu sobre o espectro radiofónico nacional.

Na Química FM não há playlists.
O que há, acima de tudo, é a música que melómanos de longa data – entre músicos, DJs e jornalistas – acumularam e continuam a acumular nas suas colecções.
É, por isso, uma rádio feita com os mesmos critérios com que minuciosamente se constrói uma discoteca caseira.

Na Química FM haverá pop, haverá electrónica, haverá as chamadas músicas do mundo, haverá jazz, haverá espaço para experiências sónicas, haverá reggae e, naturalmente, haverá atenção sobre a produção portuguesa.
Sempre, e aí reside o maior trunfo desta rádio, com os olhos postos naquilo que não é óbvio, naquilo que não é debitado em larga escala pelos órgãos de comunicação actualmente existentes.

A Química FM não é escrava de estudos de mercado nem de auditorias inconsequentes.
É, isso sim, o espelho do que de mais relevante e pungente foi e continua a ser produzido dentro de um universo que se convencionou chamar de alternativo.
A grelha da Química FM é o alinhamento de pessoas “reais” ao longo do dia e da semana.
É o alinhamento de programas mais generalistas e de uma considerável dose de programas de autor, a área onde toda a História da rádio sempre conheceu maior criatividade.

A Química FM não é transgressora por sê-lo, não vive com uma atitude gratuíta de confronto.
Se se mostra desalinhada é porque, ao longo dos anos, o panorama radiofónico português se encaminhou para um estado vegetativo de normalização.
Além da música, que é a figura central da actividade da Química FM, abre-se igualmente espaço para a informação.
Sem sobrecarga, sem um peso insustentável, mas devidamente doseada e dividida em espaços ao longo do dia.
À informação generalista juntar-se-á uma importante componente de informação cultural.

Na Química FM, a cultura não é um monstro assustador e anafado, mas um objecto de prazer genuíno.
A partir de 1 de Setembro, a Grande Lisboa passa a ter uma alternativa real ao tom monocórdico que caracteriza o espectro radiofónico.
Passa a ter uma rádio com gente dentro.

A Condução Eléctrica, A Indução Magnética, A Recepção Simbiótica estão activadas no laboratório da Química em 105.4 FM.

Química FM
Agosto 2006

a-trak Em Grande no Mercado



Grande festa de ambiente hip hop no Club Mercado em Lisboa. A presença do puto maravilha dos pratos, DJ A-Trak, foi um chamariz para uma grande enchente na discoteca do Bairro Alto.
A-Trak tinha maravilhado todos os que estiveram presentes na memorável noite em que Kanye West actuou em Oeiras. A sua performance como giradisquista é impressoinante e já lhe valeu vários títulos a nível mundial.
Ontem actuou a solo, e perante uma sala esgotada e (literalmente) escaldante, o canadiano deu uma festança escolhendo sons do mais puro hip hop/rap, ao funk, e até à pop de Nelly Furtado.
Confirmou as suas credenciais de deixou a sua classe carimbada em Lisboa.

Pág. 1/7

redes sociais

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

grandes sons de 2017

agenda

Mais sobre mim

foto do autor

Links

actualize-se

Festivais

  •  
  • sirva-se

  •  
  • blogues da vizinhança

  •  
  • músicas do mundo

  •  
  • recordar João Aguardela

  •  
  • ao vivo

  •  
  • lojas

  •  
  • Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2006
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D